compartilhar

CRISE HÍDRICA: Adasa lança "portal da transparência" para monitorar água na Grande Brasília

Página traz informações sobre nível dos reservatórios e consumo dos recursos hídricos. Sistema busca cumprir lei que manda consolidar e divulgar dados sobre água.

A Agência Reguladora de Águas do Distrito Federal (Adasa) lança nesta terça-feira (5) o Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos (Sirh). Ele vai funcionar como uma espécie de “portal da transparência da água”.

 

A página traz informações como nível dos reservatórios, quadro de consumo e imagens aéreas que mostram a ocupação do Distrito Federal.

O sistema também agrupa em um só lugar dados sobre registros de licença de captação e a vazão de córregos e rios.

 

A ideia é fazer com que os detalhes possam ser usados pelo público em geral, inclusive para consulta de pesquisadores do setor.

Além de agrupar informações da própria Adasa, ele também traz dados de órgãos como a Companhia de Saneamento do DF (Caesb), a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).


Desenvolvido desde janeiro com verba da Adasa, o portal busca respeitar uma lei distrital de 2001 que manda reunir, consolidar e divulgar informações sobre o uso dos recursos hídricos. A agência não informou qual o gasto total no desenvolvimento da página.

Desde janeiro, a Grande Brasília passa por racionamento de água, na crise hídrica considerada a mais grave da história local.

Às 14h30 desta segunda (4), o Descoberto estava em 27,31% do volume. Já o reservatório de Santa Maria estava em 35,44%.

Nível dos reservatórios em %
DESCOBERTO SANTA MARIA
Volume Útil 27,11% Volume Útil 35,28%
Cota 1.024,48m Cota 1.065,85m
       

Data: 05 de setembro de 2017

Horário da Leitura: 08h30min  

Fonte: Adasa

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS