compartilhar

AEDES AEGYPTI: Com apoio de militares, GDF intensifica combate ao mosquito

No próximo sábado, Dia Nacional de Combate ao mosquito, militares das Forças Armadas, Bombeiros, agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental, da Defesa Civil e funcionários do SLU irão reforçar as ações

Todos os dias novos focos de mosquito são encontrados


A batalha contra o mosquito Aedes aegypti continua, não escolhe local e não esta restrita apenas a localidades carentes da Grande Brasília.

 

Na manhã desta quinta-feira (11), soldados da Aeronáutica visitaram residências na QI 27 do Lago Sul, bairro nobre da capital federal.

Num total de 230 casas visitadas, apenas 176 foram acessadas pelos militares, 46 residências estavam fechadas e 8 proprietários se recusaram a receber a vistoria da equipe. Nesta sexta-feira (12),  o trabalho vai continuar nos conjuntos 1 a 8 da mesma quadra.


A ação faz parte do Plano de Ação para o Enfrentamento às Doenças Transmitidas peloAedes Aegypti, lançado pela Secretaria de Saúde no início de dezembro do ano passado. 


No próximo sábado (13), Dia Nacional de Combate ao Aedes aegypti, militares das Forças Armadas, Corpo de Bombeiros, agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental, da Defesa Civil e funcionários do SLU (Sistema de Limpeza Urbana) irão reforçar as ações em campo para conscientizar a população de todas as cidades-satélites e bairros de Brasília sobre os riscos relacionados à proliferação do mosquito e às doenças que ele transmite.

 

 

Brazlândia

Segundo os números desta semana, divulgados pela Secretaria da Saúde, o GDF registrou 1.430 casos suspeitos de dengue em 2016.


A cidade-satélite com maior incidência de dengue, continua sendo Brazlândia, com mais de 300 casos, número que classifica a localidade como em situação de epidemia. São Sebastião e Candangolândia vêm em seguida. 


Para reforçar o atendimento aos pacientes  em Brazlândia, o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) montou três tendas no estacionamento do local, destinadas apenas para pessoas suspeitas de contaminação pelo mosquito, onde será realizada uma triagem para descobrir se a pessoa está com dengue, zika ou chikungunyas.


São Sebastião

O Hospital Regional de São Sebastião também receberá uma Unidade de Atenção à Dengue. A montagem de tendas de apoio para o diagnóstico da doença está prevista para a próxima semana.

 

Outras satélites também podem receber as estruturas, dependendo da número de focos do mosquito encontrados e dos casos da doença.

 


Militares da Aeronáutica usados no combate ao mosquito

 

Fonte: *Fatoonline - clipping

COMENTÁRIOS