compartilhar

"NA LATA": Paulo Coelho pede que Cristovam Buarque pare de lhe enviar e-mails

O escritor Paulo Coelho pediu publicamente ao senador Cristovam Buarque (PPS-DF) que parasse de lhe enviar e-mails automáticos.

 

A mensagem foi publicada na tarde desta terça-feira (12/9) em seu perfil no Twitter. “Favor remover meu endereço de e-mail da sua lista de spam, tentei várias vezes e não funciona. Não me interessa o que pensa”, escreveu Coelho.

.@Sen_Cristovam favor remover meu endereço de email da sua lista de spam, tentei várias vezes e ñ funciona. Não me interessa o que pensa

 

Cristovam Buarque respondeu ao tweet apenas na manhã desta quarta (13), afirmando que já havia removido o e-mail do escritor de sua lista de contatos. Coelho replicou com um simples “Obrigado”. A mensagem original foi retweetada, até o momento, 690 vezes.

Entre os comentários da postagem, usuários relataram também serem alvo de mensagens automáticas enviadas pelo senador do Distrito Federal. “Isso também aconteceu comigo. Enviava e-mail quando era ministro. Deixou de ser ministro e continuou enviando suas mensagens. Tive que insistir”, publicou uma seguidora. “Toda semana recebo o lero-lero dele”, replicou outro.

Resultado de imagem para paulo coelho cristovam buarque

 

Paulo Coelho e Cristovam Buarque possuem um histórico de alfinetadas na rede social. Em 2016, o escritor acusou o senador de cinismo após uma postagem em que o político afirmava não ter escolhido nem votado em Michel Temer. Na ocasião, Coelho afirmou preferir “o cinismo de um Cunha à covardia” do parlamentar, de quem admitiu “esperar muito”.

Em agosto, o senador teve sua conta oficial do Twitter invadida por hackers, que usaram o perfil do político para curtir fotos de mulheres nuas. Uma ocorrência policial por difamação e invasão de dispositivo informático chegou a ser registrada pela equipe de Cristovam Buarque.

 

Fonte: *Por:Liana Costa/Metropoles/Clipping

COMENTÁRIOS