compartilhar

AVALIAÇÃO TÉCNICA: Distrito Federal é reconhecido como área livre do cancro cítrico garante Ministério da Agricultura

Após avaliação técnica, o Ministério da Agricultura reconheceu o Distrito Federal como área livre do cancro cítrico.

 

A praga considerada uma das mais severas para a citricultura, restringe o trânsito interestadual e internacional de frutos e plantas cítricas e é regulamentada desde 1957, quando foi constatada pela primeira vez no Brasil.

 Resultado de imagem para cancro citrico

A citricultura é de extrema importância para a economia do Distrito Federal, por ser uma cultura responsável pela produção anual de 15 toneladas.

“Foram inspecionados mais de 600 hectares para garantir que o Distrito Federal está livre da praga. Temos desenvolvido um trabalho para fortalecer essa cadeia produtiva  E o reconhecimento do Mapa é a prova do comprometimento do Governo de Brasília com os produtores de cítricos da região”, garante o secretario de agricultura e desenvolvimento rural, Argileu Martins.

 Resultado de imagem para cancro citrico

O "quadrilátero" possui 634 hectares de plantas cítricas, os quais foram inspecionados conforme o estabelecido pela IN 37/2016, além de pomares residenciais localizados no raio de 1 km dessas plantações e viveiros de mudas.

 

De acordo com as instruções constantes da IN 37/2016, foram inspecionadas 20% das plantas cítricas de cada propriedade comercial. Todas as amostras com suspeitas de sintomas da praga tiveram resultados negativos.

 

O levantamento foi realizado pelos técnicos da Gerência de Sanidade Vegetal no mês de abril seguindo os procedimentos estabelecidos pela Instrução Normativa nº 37/2016 que entrou em vigor em março deste ano.

Imagem relacionada

 

COMENTÁRIOS