compartilhar

SAÚDE PÚBLICA: Fiscais da Secretaria de Agricultura apreendem mais de 800 quilos de queijo sem refrigeração

Alimentos lácteos transportados de forma inadequada têm considerável aumento de fungos, bactérias e coliformes fecais. Governo tem intensificado a fiscalização sanitária.

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, apreendeu  mais de 800 quilos de queijo transportados em condições inadequadas.

A apreensão ocorreu na BR-040, na altura da cidade de Luziânia (GO), no Entorno Sul.

O queijo estava sem nenhum tipo de refrigeração, e parte dele sem o selo de inspeção. Dois homens que estavam no veículo

fiscalizado alegaram que só faziam o transporte da mercadoria.

O produto foi levado para uma câmara fria da secretaria e aguarda avaliação de técnicos. Um terceiro homem se apresentou alegando ser dono dos queijos. Ele foi notificado por transporte inadequado de produtos alimentícios.

Resultado de imagem para fiscais apreendem queijo DF

De acordo com o gerente de Fiscalização do Trânsito de Produtos Agropecuários, Fábio Azevedo, as blitzen são montadas em horários diversos nas estradas. Mesmo com efetivo pequeno, ele garante que o trabalho tem surtido efeito.

O gerente destaca que produtos lácteos transportados fora de refrigeração têm considerável aumento de fungos, bactérias e coliformes fecais. “Por isso o governo do Distrito Federal desenvolve ações para inibir qualquer irregularidade sanitária em trânsito”, justificou.

Esses alimentos, se consumidos contaminados, explicou Azevedo, podem causar infecções intestinais gravíssimas. “Produtos clandestinos que não tenham passado por uma adequada pasteurização podem transmitir doenças passadas dos animais para os humanos, como tuberculose e brucelose”, alertou.

 

COMENTÁRIOS