compartilhar

ZOOLÓGICO DE BRASÍLIA: Tigre Rabisco morre aos 16 anos por sinais de insuficiência cardíaca e rena

O tigre-de-bengala Rabisco, nascido na Fundação Jardim Zoológico de Brasília, morreu neste fim-de-semana. Aos 16 anos, o felino já apresentava problemas crônicos compatíveis com a idade e teve uma piora no quadro de saúde com sinais de insuficiências cardíaca e renal.


Animais da espécie de Rabisco vivem em média 14 anos na natureza e estão ameaçados de extinção.

Nos zoológicos, podem chegar a 20 anos.

A superação da expectativa de vida se deve aos cuidados de uma equipe multiprofissional que atende todo o plantel da instituição.

O tigre-de-bengala Rabisco, nascido na Fundação Jardim Zoológico de Brasília, morreu na sexta-feira (22).

O tigre-de-bengala Rabisco, nascido na Fundação Jardim Zoológico de Brasília, morreu na sexta-feira (22)

 

Em julho, Rabisco passou por uma cirurgia para restaurar os dentes. A necessidade da intervenção foi identificada durante exames de rotina.

O felino fazia parte da segunda geração de tigres a nascer no Distrito Federal por meio de um dos programas mais bem-sucedidos de reprodução da espécie no País.

 

COMENTÁRIOS