compartilhar

CARTEL DOS COMBUSTÍVEIS: Brasilienses pouparam R$ 300 milhões após intervenção do Cade em postos do "quadrilátero"

Os brasilienses economizaram R$ 300 milhões desde novembro de 2015, quando o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagraram operação para acabar com o cartel de combustíveis na capital do país. A estimativa foi divulgada ao Blog do Vicente Nunes pelo presidente do Cade, Alexandre Barreto.

 

Apesar disso, ele detalha que a organização criminosa embolsou pelo menos R$ 2 bilhões nos cinco anos anteriores em que os preços eram combinados livremente.

 

As investigações revelaram que existia uma sobretaxa de 20% sob a gasolina para os consumidores. O preço do álcool era inflado para evitar sua penetração no mercado brasiliense e o sindicato dos postos era usado no esquema.

 

Barreto ainda explica que o monitoramento dos postos na Grande Brasília continua e que mesmo com a alta no preço dos combustíveis diante do reajuste de impostos, as margens dos estabelecimentos continuam iguais.

Ele ressalta que o trabalho também é realizado em diversas cidades do país. Entretanto, não detalha em quais há suspeita de cartelização já que as investigações ocorrem sob sigilo.

 

GRUPOS SE ORGANIZAM NO WHATS APP

"COMBUSTÍVEIS EM FOCO / DF)

(Esta é uma das imagens publicadas pelos participantes, além de postarem fotos, preços e locais dos postos da Grande Brasília)

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

 

Fonte: *Antônio Temoteo/Paulo Silva Pinto/CB/Clipping

COMENTÁRIOS