compartilhar

HEMOCENTRO: Mês de setembro teve queda de 20 por cento nas doações de sangue

Os tipos em baixa na Fundação Hemocentro de Brasília são o O (positivo e negativo), além dos raros, que apresentam o fator RH negativo

De outubro a dezembro, caem as doações por fatores como seca e feriados, mas a demanda não diminu

A Fundação Hemocentro de Brasília identificou uma queda no número de doações durante o mês de setembro. Comparado ao mesmo período do ano passado, houve uma redução de 20% de doadores.


Os estoques em baixa no órgão são os do tipo O (positivo e negativo), além daqueles raros, com o fator RH negativo.

De acordo com o gerente do Ciclo do Doador, João Rogério, o período de final de ano é sempre preocupante. “De outubro a dezembro, a gente tem baixa procura por vários fatores, como seca prolongada e feriados mais frequentes. No entanto, a nossa demanda não diminui”.Os tipos em baixa na Fundação Hemocentro de Brasília são o O (positivo e negativo), além dos raros, que apresentam o fator RH negativo.

Anualmente, a Fundação Hemocentro disponibiliza cerca de 70 mil bolsas de sangue para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Hospital de Base é o que mais solicita material, com uma média de 4 mil transfusões por mês. De acordo com o gerente, um doador pode ajudar até quatro pacientes.

Christian Maciel, de 24 anos, aproveitou a véspera de feriado para doar. Com o tipo sanguíneo O positivo, o professor de física quer atingir uma meta pessoal de 100 doações. “Quanto chegar lá, eu dobro a meta. O importante é ajudar as pessoas que precisam”, diz. Essa é a sexta vez que ele faz a ação.

Os requisitos para ser um doador sangue são:

  • Gozar de boa saúde
  • Pesar acima de 50 quilos
  • Estar alimentado
  • Não estar em uso de medicamentos
  • Ter de 16 a 69 anos de idade
  • Apresentar documento oficial com foto
  • Ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior
  • Não ter praticado exercícios físicos nas 12 horas anteriores à doação
  • Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
  • Não ter se submetido a endoscopia há seis meses
  • Não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva há 12 meses
  • Evitar fumar 2 horas antes da doação

A estudante de odontologia Lara Grego, de 21 anos, também aproveitou a última quarta-feira (11) para doar. Incentivada desde jovem a fazer esse tipo de ação humanitária, ela já perdeu as contas de quantas vezes compareceu ao hemocentro.

Na última semana deste mês, de 23 a 31 de outubro, a fundação entrará no clima de halloween e decorará todo o espaço para chamar a atenção da população sobre a importância da doação de sangue.

O Hemocentro de Brasília funciona de segunda a sábado, das 7 às 18 horas, no Setor Médico-Hospitalar Norte (Perto do Hospital Regional da Asa Norte). Todo o processo de doação dura, em média, uma hora e meia. A fundação também coleta plaquetas e cadastra doadores de medula óssea.

 

COMENTÁRIOS