compartilhar

REFORÇO: Mais de 500 policiais são formados em curso de aperfeiçoamento de praças

Solenidade da PMDF ocorreu nesta segunda-feira (16), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Família de soldado morto em São Paulo recebeu homenagem

Com a entrega de 501 diplomas, a formatura do curso de aperfeiçoamento de praças de 2017 da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) teve seu desfecho nesta segunda-feira (16), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Paraninfo da turma, o governador distrital, Rodrigo Rollemberg, falou aos policiais. “Quando recebi a notícia de que seria convidado, me enchi de alegria e de honra porque teria mais uma oportunidade de agradecer pelos serviços que a PMDF presta à cidade.”


Rollemberg citou atividades de destaque da corporação na gestão atual, como o trabalho desencadeado nas 151 manifestações ocorridas na Esplanada dos Ministérios em 2015 e 2016.

Ele observou que os policiais não reduziram os esforços pela segurança de Brasília enquanto fizeram o curso, de 10 de agosto a 11 de outubro de 2017.


O governador e o comandante-geral da PMDF, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, receberam lembranças dos formandos na celebração. “Estou certo de que vocês aprenderam técnicas para melhor atender à população da cidade. Vencemos mais uma etapa no fortalecimento da corporação”, discursou o coronel.

Curso de aperfeiçoamento de praças formou 500 policiais militares nesta segunda-feira (16).

Durante a solenidade, foi feita homenagem à família do soldado Henry Pereira Matos, da Polícia Militar de São Paulo, assassinado em 20 de agosto. O pai dele, Daniel Matos, era um dos 501 formandos e se pronunciou.

“Quando ele (Henry) se tornou policial, realizou os sonhos. Quero agradecer a todos vocês que me ajudaram e me empurraram para concluir esse curso. Dedico isso ao meu filho.”


Para os policiais serem promovidos de terceiro sargento para as patentes de segundo e de primeiro sargento, é preciso fazer o curso de carreira, com 68 dias letivos.

Entre as disciplinas ministradas estavam:

  • Atendimento pré-hospitalar
  • Técnicas e tecnologias menos letais e uso diferenciado da força
  • Técnica de abordagem e seus aspectos jurídicos
  • Filosofia dos direitos humanos aplicados à atuação policial.

 

COMENTÁRIOS