compartilhar

TEMPORADA DE ELEIÇÕES: Começa a caça aos "bois de piranha" na política brasiliense

Trazendo esta expressão para o mundo político, ao se aproximar o pleito de 2018, começam a surgir de todos os lados os “bois de piranha”.

Essa expressão designa uma situação onde um bem menor e de pouco valor é sacrificado para que em troca outros bens mais valiosos não sofram dano.

 

Na expressão original, o boiadeiro deveria escolher um animal velho ou doente e colocá-lo na água, enquanto as piranhas devoram o boi escolhido, os demais passam pelo rio e seguem a caminhada sem dificuldade.

Resultado de imagem para bois de piranha

Trazendo esta expressão para o mundo político, ao se aproximar das eleições de 2018, começam a surgir de todos os lados os “bois de piranha”, que na realidade não tem condições de se elegerem, porém lançam seus nomes a pedido de um grupo político, com o propósito de se cacifarem para o pleito.

Resultado de imagem para bois de piranha

Na realidade, o que realmente estes “bois de piranha” querem, é mostrar alguma força política, mesmo que estas não existam, para tentar de alguma forma se unir a um candidato com chances reais de chegar ao Palácio do Buriti.

 

No Distrito Federal assim como no restante do país, surgem alguns candidatos, que possuem até um bom currículo, porém sem nenhuma capilaridade de votos para concorrer a uma disputa majoritária. As vezes são patrocinados até por setores da imprensa, que na tentativa de terem seus nomes na mídia, não perdem a oportunidade de estar em todos os eventos que julguem relevantes, se apresentando como “o novo”, o “salvador da pátria” ou como um “outsider”.

Resultado de imagem para bois de piranha

Alguns nomes que estão sendo colocados, soam como ridículos perante a sociedade, que por terem exercido algum cargo politico ou por ser presidente de alguma associação ou segmento, se acham capacitados a governar o Distrito Federal.

 

Chegou a hora de passarmos a política a limpo e exercemos nossa cidadania, escolhendo melhor os futuros representantes, para não sermos surpreendidos com algum “paraquedista” que possa tomar de assalto nossa cidade, com um discurso bem elaborado com ajuda de marqueteiros, porém vazio de propostas factíveis, dentro de nossa realidade.

 

Fonte: *Por:Delmo Menezes/Agenda Capital/Clipping

COMENTÁRIOS