compartilhar

JÁ CHEGA COM PROBLEMAS: Futuro senador, Wilmar Lacerda (PT) é acusado de comprar sexo de menor com lanche

Ocorrência registrada na 31ª DP, em Planaltina, revela detalhes do depoimento de uma adolescente que teria tido envolvimento com o petista

Em 1º de dezembro, Wilmar Lacerda (PT) assumirá o mandato de senador da República. Na condição de suplente, ocupará o cargo de Cristovam Buarque (PPS), que se licenciará por quatro meses para fazer pré-campanha.

No entanto, antes de se instalar no gabinete nº 10 da Casa, o ex-secretário do governo de Agnelo Queiroz (PT) e atual chefe de gabinete da liderança da sigla terá de se defender da acusação de ter pagado para manter relações sexuais com uma adolescente.

O Metrópoles teve acesso à Ocorrência nº 8.355, de 2017, registrada em 17 de outubro na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina). O documento traz o relato de uma adolescente de 17 anos que garante ter transado com o petista em troca de lanches.


A garota é moradora de Planaltina, curral eleitoral de Lacerda. Em sua narrativa, a menina conta ter conhecido o político por meio de uma mulher chamada Rebeca, uma suposta agenciadora de jovens bonitas para homens ricos da região.

 

De acordo com a adolescente, o primeiro encontro entre os dois ocorreu em um botequim da Quadra 5 da cidade. Em outro, os dois teriam almoçado no Torre de Pisa, no Shopping Conjunto Nacional. O restaurante é especializado em doces e salgados, mas também vende comida a quilo.


Após a refeição, o petista teria convidado a jovem para o apartamento dele, ocasião em que aconteceu a primeira relação sexual entre os dois.

Apesar das promessas de Rebeca de que seria bem remunerada, segundo relato da adolescente, Wilmar se recusava a lhe dar dinheiro.

A declarante manteve relação sexual com Wilmar Lacerda por cinco vezes, o qual nunca pagou em espécie, pois dizia que não tinha dinheiro, mas sempre pagava um lanche"
Trecho do boletim policial

Político não usava camisinha
Após o primeiro encontro, Wilmar e a menina trocaram mensagens pelo WhatsApp e teriam saído mais quatro vezes. Ela conta que, apesar dos pedidos, o futuro senador se recusava a usar camisinha.

“Recorda que Wilmar não gostava de usar preservativo e dizia que não havia risco de a declarante engravidar

, pois havia feito um procedimento de retirada de sêmen e guardado em uma clínica”, descreve a garota, em outra parte da ocorrência.

Segundo a adolescente, Rebeca é conhecida em Planaltina por “encomendar” moças jovens e de boa aparência para participarem de festas com homens endinheirados.

Alessandro Dantas/Divulgação


Cristovam se diz surpreso
O senador Cristovam Buarque mostrou-se surpreso com a denúncia contra Lacerda e exigiu explicações de seu suplente. “Eu espero que ele me procure. É uma acusação gravíssima, gravíssima, gravíssima”, exclamou o ex-governador do DF.

Questionado se reconsideraria a decisão de se licenciar do mandato caso a polícia comprove os fatos contra Lacerda, o parlamentar preferiu ser cauteloso. “Não quero pensar nessa possibilidade agora. Recebi a notícia e foi um baque muito grande. Espero somente que as apurações sejam as mais rigorosas possíveis”, esquivou-se.


O delegado chefe-adjunto da 31ª DP, Fernando Celso Rodrigues, informou que, por se tratar de um caso envolvendo uma menor de 18 anos, não poderia dar detalhes das investigações.

O Metropoles ligou e gravou todas as tentativas de contato com Wilmar Lacerda, mas, até a última atualização desta reportagem, ele não havia atendido nem retornado os telefonemas.


Citado no Mensalão
Wilmar foi citado no escândalo do Mensalão como um dos sacadores de R$ 235 mil de propina no Banco Rural. Na época, ele presidia o PT no Distrito Federal.

No governo Agnelo, chefiou a Secretaria de Administração Pública (atual Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão), uma das mais influentes na gestão petista.


A provável entrada de Lacerda no Senado Federal ajuda a amenizar a indisposição do PT desde que Cristovam votou favoravelmente ao impeachment de Dilma Rousseff, em agosto de 2016. O parlamentar chegou a ser chamado de golpista por manifestantes durante uma audiência pública.

Como Wilmar Lacerda é um nome forte dentro do partido, Cristovam ganha pontos com a antiga sigla. Lacerda já foi apresentado no gabinete do senador e firmou o compromisso de manter a mesma equipe do parlamentar, eleito em 2010 com 833.480 votos.

 

Fonte: *Por:Saulo Araujo/Metropoles/Clipping

COMENTÁRIOS