compartilhar

TÁ DIFÍCIL DE ACABAR: Sem acordo, greve dos metroviários de Brasília continua e chega ao 20º dia

Metrô e Secretaria de Planejamento precisarão apresentar documentos que comprovem a situação financeira do governo

A primeira audiência de mediação entre os grevistas e o Metrô-DF acabou sem resultados práticos.

Os dois lados saíram sem apresentar propostas e o Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu documentos ao governo, para continuar as negociações em outra data.

Enquanto isso, a greve chegou, nesta terça-feira (28/11), ao 20º dia.


A empresa estatal deverá informar ao MPT dados como valores pagos a comissionados, terceirizados, concursados, empregados e funcionário de manutenção e o quanto deixou de ser arrecadado com as bilheterias fechadas.


A Secretaria de Planejamento precisará detalhar o decreto de contingenciamento de gastos após o GDF sair do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e o cronograma de nomeação de aprovados.

Além disso, terá que mostrar um documento que prove a disponibilidade orçamentária para que os reajustes sejam concedidos e os novos servidores convocados.

Uma nova audiência só deve ocorrer após a apresentação desses documentos.

 

Em nota, o Metrô afirmou que cumprirá os prazos estabelecidos. O Sindicato dos Metroviários ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Fonte: *Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS