compartilhar

"PAPUDA DO SIA": Briga entre presos do CPP acaba com um interno morto e dois feridos

Os três internos teriam sido atingidos por uma faca artesanal, aproximadamente às 5h30 desta quinta-feira (30/11). Um deles morreu no local

Um preso morreu e dois ficaram feridos nesta quinta-feira (30/11), no Centro de Progressão Penitenciária do Distrito Federal (CPP), localizado no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

O trio se envolveu em uma briga dentro de uma cela do Pavilhão C do Bloco 2, por volta das 5h30.

Os três internos teriam sido atingidos por facas artesanais.


A equipe de plantão do CPP acionou uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para realizar os primeiros socorros na unidade prisional, onde estão detentos do regime semiaberto.

No entanto, um deles não resistiu e morreu no local.

Os outros dois foram levados para o Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) e estão internados sob escolta policial.


 

Segundo o subsecretário do Sistema Penitenciário do DF (Sesipe), Osmar Mendonça, o caso será alvo de inquérito instaurado pela 8ª Delegacia de Polícia (SIA). “Os servidores de plantão, assim que souberam da briga, correram para apartar os presos. Mas, infelizmente, um deles veio a óbito”, disse ao Metropoles.

Resultado de imagem para cpp sia df

Entretanto, Mendonça não forneceu os nomes dos internos envolvidos na briga, nem esclareceu os motivos da discussão. A Polícia Militar compareceu ao CPP, porém a situação já tinha sido controlada pelos agentes de custódia após o socorro às vítimas.


A Divisão de Comunicação da Polícia Civil identificou o presidiário morto apenas com as iniciais B.S.L., 36 anos. Também ficaram feridos na confusão W.F.Q., 35, que levou uma estocada no tórax, e D.W.P.B., 25. Eles foram levados ao hospital em viaturas separadas, segundo informações da Divicom.

A unidade do CPP tem capacidade para 800 presos, e o último dado disponível, referente ao mês de junho, mostrava que 1.600 detentos estavam internados no local.


Outros casos
No mês de outubro, Kazorriro dos Santos Lima morreu depois de ser atingido por seis tiros, em uma parada de ônibus no SIA.

O assassino do desembargador Irajá Pimentel cumpria pena no CPP. Ele estava no regime semiaberto com benefício de trabalho externo. Foi atacado enquanto aguardava um ônibus próximo ao prédio da Caesb.

Segundo testemunhas, um carro parou, e ocupantes do veículo dispararam seis vezes. Outras pessoas que estavam na parada conseguiram fugir e não se feriram.

Em maio, um homem de 30 anos foi baleado com dois tiros, próximo ao local. A vítima cumpria pena na penitenciária, em regime semiaberto.

A esposa do interno o aguardava na porta da unidade prisional e presenciou o crime. Ela contou que o atirador estava em um carro, que não foi identificado.

 

Fonte: *Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS