compartilhar

TRENS PARADOS MEIA HORA: Passageiros quebram bilheteria do Metrô em Taguá após tumulto e paralisação do sistema

Circulação foi interrompida porque homem tinha invadido trilhos. Imagens mostram estilhaços de vidro espalhados pelo chão.

Passageiros depredaram a bilheteria e quebraram catracas do Metrô do Distrito Federal na manhã desta segunda-feira (4). Eles estavam a bordo de quatro trens que ficaram parados por pelo menos 30 minutos.

O sistema precisou ser paralisado após uma pessoa invadir os trilhos, próximo à Praça do Relógio. Os passageiros só saíram depois de apertar o botão de emergência e também caminharem pelos trilhos. Durante a confusão, pelo menos uma mulher passou mal.

Imagens mostram estilhaços de vidro da bilheteria espalhados pelo chão. Houve gritaria durante o tumulto. A Polícia Militar não foi acionada para atuar no caso.Rafaela Felicciano/Metrópoles

Segundo o Metrô, que ainda levantava o tamanho do prejuízo, foram quebradas janelas em três trens. Por volta das 8h50, o sistema voltou a rodar, após ficar paralisado por uma hora e meia desde a Praça do Relógio até a estação terminal Ceilândia.

Devido à greve de metroviários, o serviço estava operando com 18 trens no horário de pico. A partir das 8h45, no entanto, é reduzido para cinco trens.

A greve começou em 9 de novembro . Entre outras demandas, os funcionários pedem 8,4% de aumento para cobrir perdas inflacionárias.

Passageiros em estação do Metrô-DF em meio a tumulto (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS