compartilhar

VENDA ILEGAL: Caminhoneiros vendem gasolina que deveria ser levada a postos

Motoristas foram flagrados revendendo combustível que sai de distribuidora. Petrobras diz que vai notificar empresa; galão sai por menos de R$ 70.

Motoristas de caminhões responsáveis por transportar combustível das distribuidoras até postos da Grande Brasília foram flagrados pela reportagem da TV Globo retirando parte do produto para venda ilegal.

 

 

Em plena luz do dia, os condutores usam mangueiras para passar o líquido até carros de pequeno porte.

 

A Petrobras informou que vai notificar a empresa responsável pelo caminhão tanque.


A reportagem acompanhou a movimentação de veículos.

No chão de um estacionamento é possível encontrar as mangueiras e lacres que deveriam ser rompidos somente no posto que recebe a mercadoria.

O processo dura menos que três minutos, a poucos metros da distribuidora de combustíveis. Normalmente, os caminhões vão direto para os postos, mas nem todos os motoristas cumprem o trajeto.


Um caminhoneiro flagrado vendendo combustível negou que tenha tirado parte do combustível de forma ilegal. “Eu não”, disse. Ele afirmou que é normal que motoristas fiquem parados em um estacionamento próximo à distribuidora, onde ocorreram os flagrantes. “[A gente para lá] para pegar uma nota, qualquer coisa.”



No posto de gasolina que recebe o caminhão, o nível estava de acordo, segundo o gerente de operações que faz a checagem.

 

O dono do posto, Fabrício Vilela, disse que todo mês faltam cerca de 200 ou 300 litros no registros do posto. “Só que nós temos a rotina de aferir todos os bicos toda a semana. Então eu fico questionando o meu gerente de onde está essa diferença. Então a gente acabou de descobrir aí”, disse.


O dono do posto afirmou que não é possível conferir os desvios durante a checagem porque o líquido costuma dilatar. “O pessoal age de má fé justamente por conta dessa característica natural do combustível, que é de dilatar”, declarou.



“Ele vem de lá para cá, em temperatura alta, tomando sol, agitando. Naturalmente o volume do líquido sofre uma dilatação. Quando chega aqui eles usam desse artifício químico para retirar o volume aparente excedente.”


A reportagem também flagrou um dos compradores revendendo a gasolina nos fundos de um quiosque. O galão de 20 litros é comercializado por R$ 70 – ou seja, o litro sai por R$ 3,50. Por cada litro, é uma diferença de 30 centavos em comparação com o que é vendido no posto.

 

Fonte: *G1 clipping

COMENTÁRIOS