compartilhar

"VAI TER QUE PROVAR": Alírio Neto acusa Rollemberg de corrupção e governador aciona a Justiça

Alírio Neto afirmou que “o esquema criminoso do transporte público de Brasília é a principal mamata de Rodrigo Rollemberg e do PSB Nacional, partido do governador”.

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) move uma ação por danos morais contra o presidente do PTB-DF e pré-candidato ao Palácio do Buriti, Alírio Neto.

Pelas acusações não comprovadas de envolvimento em um suposto esquema de corrupção no transporte público, o chefe do Executivo local pede indenização no valor de R$ 20 mil.


Em entrevista ao portal Radar DF, no mês de agosto deste ano, Alírio Neto afirmou que “o esquema criminoso do transporte público de Brasília é a principal mamata de Rodrigo Rollemberg e do PSB Nacional, partido do governador”.


Os ataques aconteceram após a Justiça local determinar a suspensão da licitação referente às linhas de ônibus das viações Piracicabana, Pioneira e Marechal.

O processo de concorrência pública não é válido, segundo o juiz Aragonê Fernandes, devido à “influência e direcionamento” da participação do advogado alvo da operação Lava-Jato, Sacha Reck, que trabalhou como consultor do edital e mantinha proximidade com donos das empresas de ônibus.


Em março, Reck declarou ter cometido crimes em municípios de São Paulo, Santa Catarina e do Paraná. O advogado, contudo, sempre negou a existência de esquemas fraudulentos no sistema de transporte de Brasília. À época, o GDF informou que recorreria da decisão do magistrado Aragonê.

“Esquema”

O ex-distrital acrescentou que, nas oportunidades em que são levantados questionamentos ao aumento das passagens ou às licitações, o comandante do GDF reage. “Foi o que aconteceu no início do ano, quando o governador foi pessoalmente à televisão anunciar que havia entrado com uma ação na Justiça para manter o aumento exorbitante da tarifa de ônibus, o qual havia sido derrubado pela Câmara Legislativa”, frisou.


“Essa extorsão feita contra o povo é que alimenta um esquema bem montado por Rollemberg e pelo PSB Nacional. Quem administra a Secretaria de Transportes do DF é o partido dele. Essa cadeia de transportes é abraçada pelo PSB. O secretário foi indicado pelo PSB Nacional. O cara foi secretário do Espírito Santo e quando acabou a mamata por lá veio para cá”, atacou Alírio Neto.

O processo tramita na 23ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do DF (TJ-DF) desde o último dia 12. O CB.Poder tentou contato com Alírio Neto, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

 

Fonte: *Via:CB/Clipping/Por:Ana Viratto

COMENTÁRIOS