compartilhar

CRISE HÍDRICA : Chuvas em 2017 ficam 15 por cento abaixo do esperado para o ano na capital federal, informa INMet

Volume esperado para últimos doze meses era de 1.525,9 milímetros; ano terminou com 221,3 milímetros a menos que previsto. Instituto Nacional de Meteorologia espera mais chuva para 1ª semana de janeiro.

Mesmo com as chuvas mais intensas que caíram sobre o Distrito Federal nos últimos dois meses, 2017 terminou com o volume de precipitações 15% abaixo do esperado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMet).

A previsão era de que o ano terminasse com o acumulado de 1.525,9 milímetros, no entanto, choveu apenas 1.304,6 milímetros.

 

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (1º) pelo instituto.

O volume acumulado de chuva nos últimos 12 meses representa 221,3 milímetros a menos do que a média histórica.

Somente três meses do ano superaram a média prevista (fevereiro, novembro e dezembro).

Já em junho, julho e agosto, a estações do Inmet não registraram chuva sobre a Grande Brasília.

Em dezembro, o volume de chuvas superou as expectativas para o mês. Até as 17h de sábado (30), havia chovido no Distrito Federal 265,8 milímetros – índice acima da média histórica, de 246 milímetros.

As precipitações ajudaram a aumentar o volume dos reservatórios que abastecem a capital federal.

No domingo (31) - último dia de 2017 - os níveis das bacias de Santa Maria e do Descoberto atingiram 30,1% da capacidade. Com a marca, o volume de água das duas maiores bacias do "quadrilátero" voltou a se igualar.


Previsão para janeiro

Apesar do baixo volume de chuvas no ano passado, a previsão do Inmet é de que os primeiros dias de janeiro sejam mais úmidos. De acordo com o meteorologista Manoel Rangel, a primeira semana de 2018 será de chuvas e, ao longo dos próximos 30 dias, a quantidade "deve ficar próxima ou até superar a média de chuva esperada para todo o mês de janeiro".

 

"A expectativa é de que chova em torno ou ligeiramente acima da média do mês, a exemplo do que ocorreu nos últimos dois meses do ano passado."

 

Segundo Rangel, as precipitações mais intensas nesta época ocorrem devido a um fenômeno conhecido como zona de convergência do Atlântico Sul. Portanto, "a semana será de sol entre nuvens, com pacadas de chuvas principalmente no fim da tarde".

 

"Um intenso corredor de umidade que parte da região Norte, descendo sobre as regiões Centro-oeste e Sudeste vai assegurar mais chuva aqui no DF."

 

A temperatura mínima prevista até o próximo sábado (6) é de 18ºC e a máxima, 29 ºC. A umidade do ar deve variar entre 95% e 50%.

 

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS