Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

METROPOLITANO: Obras da Estação 110 Sul do metrô serão retomadas na próxima semana, informa GDF

Ordem de serviço foi assinada nesta quinta (15). Será preciso concluir a plataforma, paralisada desde a década de 1990, e construir passagem para pedestres, além de acessos em superfície

A construção deve custar cerca de R$ 20 milhões e ficará pronta em até oito meses

 

O governador Rodrigo Rollemberg assinou, nesta quinta-feira (15), a ordem de serviço para concluir as obras da Estação 110 Sul do metrô de Brasília, iniciadas e paralisadas na década de 1990.Resultado de imagem para metro df estação 110

Orçadas em R$ 23 milhões, as intervenções no local compreendem a finalização da estação e a construção de passagem para pedestres (sob os Eixinhos e o Eixão) e de acessos em superfície.

Cerca de 3 mil pessoas serão beneficiadas com a estação. De acordo com o governador, a intenção é assinar mais duas ordens de serviço neste mês.

O governador Rodrigo Rollemberg assinou, nesta quinta-feira (15), a ordem de serviço para concluir as obras da Estação 110 Sul do metrô de Brasília, iniciadas e paralisadas na década de 1990.“Esta é a primeira das três estações de metrô que serão entregues neste governo. A ideia é agilizar ao máximo, finalizando a licitação para as Estações Estrada Parque [próximo a Águas Claras e Vicente Pires] e Cine Brasília [na 106 Sul]”, disse Rollemberg.

O trabalho na 110 Sul será retomado na próxima semana, de acordo com o diretor-presidente da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), Marcelo Dourado.


“A obra tem todo um cronograma: tem a parte de acabamento, a de sinalização e a construção de duas passarelas. A previsão é que até dezembro tudo esteja pronto”, disse.

Há, no edital, a exigência da assinatura, pela empresa vencedora, do termo de compromisso de conduta ética e de combate à corrupção, como uma obrigação de se ter um programa de integridade interno.

Resultado de imagem para metro df estação 110

Rollemberg lembrou que há dois projetos de expansão do metrô — Asa Norte e Ceilândia — que dependem apenas da União para serem tocados.

 

Ele listou outras conquistas do governo na área de mobilidade:

  • Instalação da biometria facial e do sistema GPS nos ônibus
  • Implementação do Bilhete Único e aumento para três horas na integração
  • Autorização do governo federal para ampliar o metrô em Samambaia e para modernizar o sistema

O secretário-adjunto de Mobilidade, Dênis Soares, citou ainda a renovação da frota com 50 ônibus, o uso de combustível sustentável no transporte público (biodiesel) e o aumento do corujão.

DESDE OS ANOS 90 ESTE SERIA O PROJETO A SER CONSTRUIDO EM BRASÍLIA

-NÃO CHEGOU NEM À METADE, AINDA...-

Imagem relacionada

 

COMENTÁRIOS