Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

MAIS TROCAS NO SECRETARIADO: GDF promove mudanças na Secretaria de Justiça e no sistema prisional

Subsecretaria do Sistema Penitenciário volta a ser administrada pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social

O governador Rodrigo Rollemberg anunciou, na tarde desta terça-feira (23), mudanças no sistema prisional de Brasília.

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) volta a ser coordenada pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. Até então, era vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).


O chefe do Executivo local  também promoveu alterações no comando da Sejus. A pasta deixa de ser chefiada por João Carlos Souto, que ficou 1 ano e 2 meses no cargo. Assume, interinamente, o chefe de gabinete da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais, Guilherme Rocha de Almeida Abreu.


Já a Sesipe passa a ser chefiada pelo diretor-adjunto da Polícia Civil, delegado Anderson Espíndola, posto ocupado por João Carlos Couto Lóssio. O substituto de Espíndola na corporação ainda será anunciado.


Perfis
Anderson Jorge Damasceno Espíndola tem 44 anos e é delegado da Polícia Civil desde 1996. Bacharel em direito, dirigiu o Centro de Detenção Provisória, no Complexo Penitenciário da Papuda, e a Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos.

 

Também chefiou a 1ª e a 4ª Delegacias de Polícia, na Asa Sul e no Guará, respectivamente. De 2009 a 2011, ocupou o cargo de subsecretário do Sistema Penitenciário. Também coordenou a Regional de Polícia Metropolitana. Atualmente ocupa o cargo de diretor-adjunto da Polícia Civil.


Guilherme Rocha de Almeida Abreu tem 48 anos e é formado em engenharia mecânica e direito. É perito criminal desde 1993 e chegou a chefiar o Instituto de Criminalística da Polícia Civil. Atualmente desempenha o cargo de chefe de gabinete da Casa Civil.

 

COMENTÁRIOS