Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

OPERAÇÃO CHEQUE-MATE: Ex-deputado distrital João de Deus é preso por associação criminosa

GRUPO USAVA SERVIDOR COMO 'LARANJA' PARA FRAUDAR CHEQUES NA PREFEITURA DE ÁGUA FRIA DE GOIÁS

O ex-deputado distrital pelo PDT João de Deus foi preso por associação criminosa nesta quarta (21), durante operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em conjunto com a Polícia Civil e o Ministério Público de Goiás.

 

Além do ex-prefeito de Água Fria de Goiás, os agentes cumpriram mandados contra outras três pessoas, entre elas o atual presidente da Câmara de Vereadores do município, Roberto Márcio Moraes de Castro.

Ainda no âmbito da Operação Cheque-Mate, foi cumprido um mandado de busca e apreensão na prefeitura do município.


Segundo as investigações que começaram em 2015, os envolvidos fraudavam cheques que eram colocados em nome de um servidor da prefeitura sem que ele soubesse.

 

Para legitimar o crime, o grupo forjava contratos de prestação de serviços e emitia cheques com base nos valores dos contratos.

Resultado de imagem para distrital João de deusAlém das fraudes, vários cheques foram adulterados antes de serem enviados ao Ministério Público de Goiás para justificar os valores pagos ao servidor usado como ‘laranja’. Os documentos fraudados eram emitidos com a assinatura de João de Deus, então prefeito de Água Fria de Goiás.

Desde fevereiro do ano passado, João de Deus é presidente da Associação dos Praças da Polícia Militar. O ex-distrital estaria disposto a disputar a eleição deste ano no Distrito Federal.

 

Fonte: *Via Diário do Poder/Clipping

COMENTÁRIOS