compartilhar

ELEIÇÕES 2018 GDF: Um general poderá ser mais um concorrente ao Palácio do Buriti

Pode surgir mais um

Em tempos de intervenção federal e discussão sobre a volta dos militares, surge um pré-candidato ao Palácio do Buriti que saiu das Forças Armadas.

 

O general de brigada Paulo Chagas, que está na reserva, é apontado como um provável concorrente na sucessão de Rodrigo Rollemberg.

 

Nesta semana, ele conquistou o apoio do também pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL/RJ), que gravou uma mensagem para as redes sociais de apoio à disposição do general de disputar as eleições distritais. Um general na eleição ao Buriti

 

O militar deve se candidatar pelo nanico PRP, partido ao qual está filiado.

 

Aos 68 anos, Chagas está na reserva há 12 anos. Foram 38 anos de serviço militar. Ele tem conversado com amigos e buscado informações sobre a situação do Distrito Federal antes de tomar uma decisão.

Resultado de imagem para bolsonaro e paulo chagas

Mas garante que, se tiver condições para concorrer e governar, será candidato.

 

“Não sou político. Sou soldado. Não tenho nenhuma ambição além de servir meu país”, afirma.

Sobre a possibilidade de um general chegar ao poder no Palácio do Buriti, ele diz: “Sou a favor da intervenção militar pelo voto”.

  VEJA O VÍDEO: https://www.youtube.com/watch?v=FtJ2dF7rpbw 

 


Fraga: “Bolsonaro cumpre os compromissos”

O vídeo em que Bolsonaro aparece dando apoio ao general Paulo Chagas deixou o deputado Alberto Fraga (DEM/DF) enciumado.

O coronel da PM, que também está na reserva, tratou de divulgar também nas redes sociais uma mensagem esclarecendo que Bolsonaro está fechado com a sua candidatura ao GDF. “Não vi em momento algum o apoio exclusivo ao Paulo Chagas. É claro que todos nós desejamos sorte. É alguém novo na política, mas essa especulação de que Bolsonaro vai apoiar o general… Não ficou isso claro no vídeo. E tenho certeza, por conhecer o Bolsonaro, que ele cumpre os seus compromissos”.


Pode surgir mais um

Pelo visto, o deputado Jair Bolsonaro terá de se desdobrar na eleição do Distrito Federal. O deputado Izalci Lucas, hoje no PSDB, tem convite para concorrer ao GDF pelo PSL, partido de Bolsonaro. Se isso ocorrer, como o capitão do Exército vai subir em outro palanque? Na próxima semana, Izalci deve se encontrar com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para definir seu futuro no partido. Pode ser uma despedida.


Sucessão

O deputado Izalci Lucas (PSDB/DF), segundo pessoas próximas, pensa em ajudar a eleger um dos filhos, Sérgio Ferreira, deputado distrital ou federal. Ele está filiado ao PSDC e já adotou um nome político: Sérgio Izalci....


A queda de Rosso

O deputado Rogério Rosso (PSD) tomou um tombo de bike nesta semana. Quebrou o ombro, machucou o joelho e bateu a cabeça. Só não foi mais sério porque o parlamentar não sai de casa para pedalar sem capacete.

 

Ele precisou passar a noite hospitalizado e teve alta ontem de manhã, com uma tipoia no braço. Em vídeos que distribuiu nas redes sociais, Rosso contou que passava entre a Torre de TV e a rodoviária do Plano Piloto, entre as obras na calçada, bateu num desnível, com o piso escorregadio por causa da chuva, e caiu.


Bateu saudade…

Ao participar ontem no Senado da audiência de instalação da subcomissão temporária para tratar do 8º Fórum Mundial da Água, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) estava à vontade na antiga Casa. Sem as críticas que enfrenta de servidores públicos e políticos da oposição, ele recebeu elogios dos ex-colegas e bateu muito papo.

 

Contou que integrou com os senadores Jorge Viana (PT/AC) e Aloysio Nunes (PSDB/SP) a comissão parlamentar enviada a Marselha, em 2012, para defender a candidatura de Brasília contra a Dinamarca para sede da oitava edição do fórum, a primeira no Hemisfério Sul. Já em fim de mandato no Senado, recepcionou organizadores do evento e, na ocasião, brincou com a possibilidade de sediar o fórum, na condição de governador de Brasília. Dito e feito. Eram, com certeza, tempos mais fáceis. Na foto, tirada há menos de sete anos, quando chegou ao Senado, Rollemberg ainda era grisalho.


Dívida reconhecida

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) reconheceu uma dívida de R$ 7.383.162,37, com a Valor Ambiental, empresa que presta serviços de coleta de lixo referente ao ano passado.

Siga o dinheiro

R$ 247.834,08

É o valor do pregão eletrônico do GDF para compra de produtos alimentícios para a residência oficial de Águas Claras. A feira inclui carnes bovinas e suínas, aves, peixes, frutos do mar, bacalhau, ovos, leite, queijo, sucos, refrigerantes, polpa de frutas, biscoitos, chocolates, doces, castanhas, verduras, legumes e frutas in natura.


Julgamento adiado

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF adiou para seis de março a sessão que vai deliberar sobre o recebimento da denúncia por estelionato contra a deputada Sandra Faraj (sem partido). O julgamento estava previsto para a próxima terça-feira, mas a data foi remarcada a pedido da defesa. Foi uma vitória de Faraj, justamente no dia em que veio à tona o inquérito aberto pela Polícia Civil do DF sobre o furto de um computador na empresa Netpub, pivô da denúncia de desvios de recursos da verba indenizatória da Câmara Legislativa.(*Por:Ana Maria Campos)

 

Fonte: *Via:CB/Clipping

COMENTÁRIOS