compartilhar

GREVE DOS VIGILANTES: TRT determina volta imediata da categoria ao trabalho sob pena de multas

DECISÃO VALE PARA LUGARES COMO HOSPITAIS PÚBLICOS, POSTOS DO INSS, BANCOS. MULTA DE R$ 100 MIL POR DIA.

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10) determinou o retorno imediato ao trabalho de 100% dos vigilantes em serviços considerados essenciais: hospitais públicos, bancos, estações de metrô, transporte de valores, postos do INSS, tribunais de justiça e escolas públicas.

A decisão é da vice-presidente do Tribunal, Maria Regina Machado Guimarães.


 

Em relação aos demais postos de serviço, o contingente mínimo deve ser de 30%. Caso a decisão seja descumprida, será aplicada uma multa de R$ 100 mil por dia.

 

O Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal (Sindesv-DF) já informou que irá recorrer da decisão.

Deflagrada na última quinta (1º), a greve dos vigilantes de Brasília reivindica, principalmente, um reajuste salarial de 3,10% e o aumento de 6,8% no auxílio-alimentação.

 

Desde a semana passado, serviços estão sendo afetados na capital federal. No primeiro dia de greve, três centros de saúde decidiram não abrir sem os vigilantes.

Postos do INSS também estão com o serviço suspenso desde então.


Parques abrem

O GDF informou nesta segunda (5) que, mesmo sem os vigilantes, os principais parques do Distrito Federal iriam abrir nesta terça (6), graças a uma parceira do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) com a Polícia Militar

 

COMENTÁRIOS