compartilhar

A TURMA DE PEDRO BRASIL: Seis suspeitos têm prisão preventiva decretada após Operação Trickster da Polícia Civil hoje

A decisão é da 3ª Vara Criminal de Brasília. Entre eles, está Pedro Jorge Brasil, que seria o líder do esquema de fraude do DFTrans

Seis dos 34 investigados na Operação Trickster tiveram a prisão preventiva decretada na tarde desta sexta-feira (23/3).

Eles foram detidos em 15 de março, durante mega-ação da Polícia Civil e do Ministério Público do Distrito Federal (MP-DF) contra suspeitos de integrar um esquema de fraudes e desvios de recursos do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) do Transporte Urbano do DF (DFtrans).

As irregularidades podem ter causado prejuízo superior a R$ 1 bilhão aos cofres públicos.


A decisão de tornar preventiva, a prisão que era temporária foi da 3ª Vara Criminal de Brasília a partir de uma representação da Polícia Civil.

O pedido foi elaborado pela Coordenação de Combate à Corrupção (Cecor) e pela Divisão de Repressão a Corrupção e aos Crimes contra a Administração Pública (Dicap).

Entre os seis presos, está o auditor Pedro Jorge Brasil, na mira da PCDF desde a Operação Checklist, deflagrada em outubro de 2017.

 

A decisão também inclui André Vidal Vasconcelos Silva, Eric Souza dos Santos, Renato de Melo Alves, Vinícius Volpon Quatio e Rodrigo José Silva Pinto.Rafaela Felicciano/Metrópoles

 

De acordo com as investigações, Pedro Jorge Brasil (FOTO ACIMA), lotado desde 2014 na Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle (Sufisa), da Secretaria de Mobilidade, seria o líder do esquema.

 

Ele utilizava-se do cargo para vincular falsos funcionários ao recebimento de vale-transporte.

Outros servidores do DFtrans o ajudavam a alimentar o sistema com as informações.

Com um contracheque de quase R$ 19 mil mensais, Pedro Jorge queria mais. As investigações apontam o desvio com a senha usada por ele seria de até R$ 3,5 milhões.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de peculato eletrônico, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS