compartilhar

ASSUNTOS POLÊMICOS: Lei do Silêncio e fim da verba indenizatória adiados novamente na Câmara Distrital

Parlamentares brasilienses aproveitam o expediente menor, devido à Semana Santa, para postergar mais uma vez a análise de temas que interessam à população

O Colégio de Líderes da Câmara Legislativa decidiu, mais uma vez, protelar a votação de dois projetos importantes que vagam pela pauta da Casa.

 

Em reunião nesta segunda-feira (26/3), os deputados decidiram deixar para a terça-feira da semana que vem (3/4) – após o feriado de Páscoa – a análise do fim da verba indenizatória e da Lei do Silêncio.

A desculpa dada pelos distritais agora é que as matérias precisam ser mais bem debatidas.


Na reunião, os parlamentares decidiram que serão realizadas audiências, na quinta-feira (29) e na segunda-feira (2), com representantes do setor produtivo, artistas, membros do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e moradores, para buscar consenso em torno da Lei do Silêncio (PL n° 445/2015).


Aos presentes, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), disse que a matéria será votada na próxima semana, havendo ou não acordo sobre a proposta. É a terceira vez que Joe faz a mesma promessa.


 

Verba indenizatória
Outra pauta adiada novamente foi a votação do fim da verba indenizatória de R$ 25,3 mil mensais para os deputados.

Distritais que têm se posicionado a favor da proposta diante da população e da imprensa, todavia, saem das sessões no plenário da Casa sempre que a matéria é colocada para ser votada.

O acordo firmado na reunião desta segunda (26) é que, na terça, sejam votados projetos de parlamentares e crédito de R$ 2,8 milhões para ajuda temporária a 1,2 mil catadores cadastrados em programas sociais do Governo do Distrito Federal (GDF).

ABAIXO, O PROJETO DA VERBA INDENIZATÓRIA:

 

LEI DO SILÊNCIO: BATE-BOCA NA SEMANA PASSADA

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS