compartilhar

DOENÇA INFECCIOSA: Bebê de 1 ano e 3 meses é 1º registro de H1N1 em 2018 em Brasília

Criança foi internada em março e recebeu alta. Secretaria de Saúde acompanha mais 35 suspeitas.

A Secretaria de Saúde confirmou nesta terça-feira (10) o primeiro caso de H1N1 no Distrito Federal em 2018.

Mais 35 casos suspeitos estão aguardando resultados de exames para confirmação.

O paciente infectado é um bebê de 1 ano e 3 meses de idade. Ele ficou internado durante três dias no mês de março, mas já recebeu alta e está em casa.

 

A pasta não revelou em qual cidade a criança mora ou em qual hospital ela recebeu tratamento, “por questão de privacidade”.

A Secretaria de Saúde informou que em 2017 nenhum caso da doença foi registrado.

 

Mas, em março do ano passado, uma escola particular do Sudoeste afirmou que um aluno havia contraído o vírus H1N1. De acordo com a direção da unidade de ensino, ele apresentou um atestado médico e não foi às aulas durante a infecção.

Na época, a pasta disse que a notificação da doença era compulsória e que ainda não tinha sido informada pelo hospital que atendeu a criança.


Questionada pelo G1 nesta terça-feira, a Secretaria de Saúde alegou que o caso de 2017 foi apenas uma suspeita de H1N1. "Deve ter sido algum outro vírus respiratório, existem mais de vinte tipos", alegou Maria Beatriz Ruy, diretora da Vigilância Epidemiológica.

O vírus H1N1, que causou uma epidemia de gripe (Foto: Reprodução)

O vírus H1N1, que causou uma epidemia de gripe

A gripe H1N1

 

O médico infectologista Boaventura Bras explica que os principais sintomas da gripe H1N1 são os mesmos de um estado gripal comum, como febre que dura entre 3 e 5 dias, tosse seca, secreção e dores no corpo.

A forma mais eficaz de evitar a transmissão do vírus é a higienização das mãos, principalmente com álcool gel.

Caso a pessoa tenha algum sintoma da doença, ela pode procurar qualquer unidade de saúde e, lá, será dado o encaminhamento adequado a ela, de acordo com a gravidade da doença.

“Pessoas que já tiveram comprovadamente a gripe H1N1 têm uma resistência maior ao vírus, então seria mais difícil contrair novamente. Porém, o vírus sofreu modificações e ele também pode ser infectado por outros vírus dentro da influenza”, explicou o médico.

Entenda a doença

 

A gripe é uma doença infecciosa causada pelo vírus Influenza e acomete as vias respiratórias. Entre os sintomas, é comum o aparecimento de espirro, tosse, febre alta, dor de cabeça e prostração.

 

A transmissão da gripe ocorre, geralmente, por secreção e pela inalação de partículas de saliva infectada em suspensão no ar. Por isso, para se prevenir contra a gripe, é muito importante mudar alguns hábitos como, por exemplo, lavar a mão com mais frequência e levar o antebraço à boca ao espirrar ou tossir.

A prevenção é feita com hábitos de higiene, como proteger a boca ao tossir ou espirrar e sempre lavar as mãos. Os sintomas do H1N1 são semelhantes aos da gripe normal: febre, tosse seca e cansaço. O doente pode ainda ter infecção no sistema respiratório.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS