Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"NIVER" DA CAPITAL FEDERAL: Shows do 58º aniversário de Brasília contemplam estilos variados e começam amanhã

Parte da programação de sexta (20), sábado (21) e domingo (22) foi preenchida por meio de chamamento público, como forma de estimular a produção cultural local

Artistas locais garantirão pluralidade de estilos na programação do 58º aniversário de Brasília, na Esplanada dos Ministérios.

Por meio de chamamento público, seis grupos e dois DJs foram escolhidos para se apresentar na sexta (20), no sábado (21) e no domingo (22).

Resultado de imagem para ANIVERSARIO DE BRASILIA DF 58 ANOS

O resultado foi divulgado pela Secretaria de Cultura na quarta-feira (17).

Serão destinados R$ 64 mil em cachês — R$ 10 mil para cada grupo musical e R$ 2 mil para cada DJ.

 

Além dos shows no palco principal na Esplanada, dois artistas se apresentam no Complexo Cultural da Funarte, no Eixo Monumental.

Resultado de imagem para ANIVERSARIO DE BRASILIA DF 58 ANOS

As atrações antecedem o Festival República Blues, evento parceiro da Secretaria de Cultura.

Os selecionados foram:

  • ARUC Samba Show
  • Carlos Pial
  • Donas da Rima
  • Gypsy Jazz Club
  • Rapadura Xique Chico
  • Sabrina Vaz
  • DJ Emídio
  • DJ Pegada Black

Nos shows nacionais de sábado (21), o público curtirá o forró eletrônico nordestino de Xand Avião e da mistura de samba e funk de Preta Gil.

Já o domingo (22) é dedicado à cultura hip-hop, com os rappers GOG e X Câmbio Negro, ambos de Ceilândia. A atração nacional será Mano Brown, integrante do grupo paulista Racionais MC’s.

Programação de shows no aniversário de Brasília 2018

Abril Indígena na programação do aniversário de Brasília

Como forma de dar mais visibilidade à pauta do movimento, o Abril Indígena contará com ações como oficinas, exposições e cine-debates.

Até 28 de abril, o Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental, recebe atividades conduzidas por representantes de etnias. A entrada é gratuita.


O Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental, concentrará a maioria das atividades. A oficina A arte da cerâmica abre a agenda, na sexta-feira (13) e no sábado (14). Nela, integrantes dos povos terena, kadiwéu e kinikinau ensinam como transformar argila e barro em peças como vasos e utensílios variados.


No fim de semana seguinte (20 e 21 de abril), será ministrada a oficina A arte da pintura corporal, com mulheres dos kayapós. Elas mostrarão o processo completo, desde a obtenção da tinta, com a extração do jenipapo, até a aplicação na pele.

Em 27 e 28 de abril, ocorre a oficina A arte da cestaria, com representantes do povo canela.

Os participantes das três oficinas devem preencher formulário de inscrição, uma vez que as vagas são limitadas. A entrada é gratuita.


Também faz parte da programação o cine-debate gratuito com filmes que retratam tradições e origens indígenas. De 24 a 27 de abril, os interessados podem discutir a representação dos índios no imaginário popular e as demandas sociais deles.

O memorial recebe ainda a exposição Ocupação Culturas Vivas, de 13 de abril a 30 de junho, com entrada gratuita.

A única atividade fora do Memorial dos Povos Indígenas é a exposição de fotografias Yawalapiti – Entre Tempos, em que o fotógrafo Olivier Boels retrata a arte do povo yawalapiticomunidade do Alto do Xingu, em Mato Grosso. A abertura será em 19 de abril, a partir das 19 horas, no Museu Nacional, ao lado da Catedral Metropolitana de Brasília.

Veja a lista de atividades do Abril Indígena:

EXPOSIÇÕESMemorial dos Povos Indígenas, Eixo Momumental, Brasília, DF, Brasil 5/5/2017 Foto: Tony Winston/Agência Brasília.O Memorial dos Povos Indígenas estará fechado a partir desta segunda-feira (8) para reparos na estrutura. Haverá troca de alguns vidros e de todas as películas, o que contribuirá para reduzir a temperatura interna do prédio e preservar as obras do acervo. A previsão é que a intervenção comece na quarta-feira (10) e dure 30 dias corridos, tempo em que o museu ficará fechado para visitação.

Yawalapiti – Entre Tempos

De 19 de abril a 20 de maio

Abertura às 19 horas, com apresentação de flauta sagrada

No Museu Nacional, no Conjunto Cultural da República

 

Ocupação Culturas Vivas

De 13 de abril a 30 de junho

De terça-feira a domingo, das 10 às 21 horas (em abril) e das 9 às 17 horas (em maio e junho)

No espaço expositivo do Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental

 

OFICINAS

A arte da cerâmica

13 e 14 de abril (sexta e sábado)

Das 14 às 18 horas (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)

No terreiro do Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental

 

A arte da pintura corporal

20 e 21 de abril (sexta e sábado)

Das 15h30 às 19h30 (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)

No terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

 

A arte da cestaria

27 e 28 de abril (sexta e sábado)

Das 16 às 20 horas (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)

No terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

 

CINEMA

Cine-debate

De 24 a 27 de abril

Às 19 horas

Exibição de Índios no Poder e Martírio (terça); de Para’i e Ex-Pajé (quarta); de Tapayuna e Piripkura (quinta); de Tempo de Kuarup e Índio Presente (sexta)

Também estão previstas atividades como apresentação de luta, bate-papo e exibição de fotos

No terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

 

COMENTÁRIOS