compartilhar

"CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL": Fila com centenas de trabalhadores chamou atenção no centro de Brasília

Algumas pessoas chegaram a parar e perguntar se vaga de emprego seria o motivo. Porém, a razão é outra

Uma fila gigante, com centenas de pessoas, chamou a atenção de quem passou na manhã desta sexta-feira (18/5) pela área central de Brasília, no Conic.

Algumas pessoas chegaram a parar e perguntar se é para vaga de emprego. Porém, o motivo era outro.

 

Trabalhadores do setor de hotéis, bares, restaurantes e similares aguardam atendimento para solicitar o cancelamento da cobrança da contribuição assistencial feita pelo sindicato.

O desconto anual equivale a 5% do valor do salário, mas o limite máximo cobrado é de R$ 75.

Como não é obrigatório, o funcionário que não concordar, pode pedir o cancelamento.

O Sindicato dos Empregados de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do DF explica que os benefícios oferecidos pela entidade à categoria condizem com o valor cobrado anualmente.

Eles incluem, por exemplo, o atendimento em clínicas particulares filiadas, assessoria jurídica e atividades esportivas, entre outros.

“O desconto faz falta. Para mim, não é interessante”, disse um dos trabalhadores na fila, que pediu para não ser identificado.

Bruno medeiros/Metrópoles

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS