Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

SALA DE AULAS VAZIAS: Rede pública de ensino não tem aula nesta segunda-feira (28)

A decisão foi anunciada no começo da tarde deste domingo (27), após reunião entre Rollemberg e os secretários

As aulas da rede pública de ensino do Distrito Federal estão suspensas nesta segunda-feira (28/5). Na sexta (25), as escolas não funcionaram e, no começo desta semana, serão interrompidas por causa da greve dos caminhoneiros, que começou na segunda-feira (21).

Está garantida a reposição das atividades escolares.

As creches conveniadas com a Secretaria de Educação devem funcionar normalmente.


A decisão, que atinge 460 mil alunos de 673 colégios públicos, foi anunciada após reunião entre o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) e secretários na manhã deste domingo (27). Outros serviços estão restritos, especialmente na rede pública de saúde, onde cirurgias eletivas e consultas foram suspensas até o começo da semana. As unidades básicas também não funcionarão nesta segunda.

 

Após a reunião, Rollemberg disse as creches conveniadas estão orientadas a receber as crianças para que os pais possam trabalhar. Mas as escolas da rede não funcionarão.

Segundo o governo, a situação do abastecimento está normalizada. Cerca de 200 caminhões foram liberados dos bloqueios e escoltados pelas forças de segurança nos últimos dois dias. Além de combustível, estão transportando ração, gás e sulfato de alumínio, produto essencial para o tratamento de esgoto.


Ao todo, foram entregues 4,2 milhões de litros de gasolina nas últimas 24 horas aos postos, ainda de acordo com o governo. A média do consumo diário é de 2 milhões de litros. Por volta das 13h deste domingo (27), de acordo com informações da Polícia Militar, 64 caminhões haviam entregado cargas como combustível e gás. Na noite desse sábado (26), os estoques nas distribuidoras de GLP, usado nas residências, zeraram.

Segundo o governador, sete caminhões de gás seguiram para as regiões administrativas. “Mas a  nossa prioridade, neste momento, com apoio das forças nacionais, é garantir o abastecimento de álcool anidro [usado na gasolina], querosene de aviação e de gás. Portanto, os comboios acompanharão esses veículos até os locais de origem”, destacou o Rollemberg.

Os ônibus vão rodar normalmente nesta segunda (28). 

O governo garante que todas as empresas do sistema público de transporte coletivo conseguiram abastecer e têm condições de rodar na segunda e na terça. O metrô funcionará com mais trens e com uma hora a mais no período de pico pela manhã e à noite, caso haja necessidade.

Arte/Metrópoles

 

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS