Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

APESAR DO EMPATE: Festa nos bares de Brasília para acompanhar a estreia da Seleção neste domingo

Torcedores lotaram os estabelecimentos que transmitiram Brasil x Suíça na tarde deste domingo (17/6)

Os brasilienses compareceram em peso aos bares da cidade para acompanhar a estreia da Seleção Brasileira na estreia da Copa do Mundo de 2018. 

O Versão Brasileira, na 204 Sul, o Libabus, na 206 Sul, o Piauí, na 404 Sul, o Simpsons, na 207 Sul, o Primeiro, no Sudoeste, e o Delta Bar, na 706/707 Norte, estavam lotados.


Com a amarelinha no peito, rostos pintados, chapéus, todo tipo de acessórios e instrumentos barulhentos, os torcedores foram à loucura com o primeiro gol da Seleção logo nos primeiros minutos do jogo, exibido em um telão e seria televisores no VB. Mas depois se decepcionaram com o empate dos Suíços.

Ainda assim, a torcida brasiliense estava otimista. A jornalista Natalia Oliveira foi acompanhada do marido e apostava num placar de 2 x 1 paro Brasil, com gols de Neymar e Coutinho.

 

Irritado com a situação política do Brasil, o “do contra” Francisco Farias comprou uma camisa de cada adversário do Brasil na primeira fase da Copa.

Neste domingo (17/6), ele acompanhava o jogo com o uniforme principal da Suíça. “Os suíços vão vencer”, apostou.

 

A mulher dele, Tania Farias, torcia pela nossa Seleção, mas acredita que, no jogo de estreia, o resultado não passasse de um empate por 1 x 1. Com o apito final, ela acertou.

Com um pouco mais de meia lotação, os amigos Zeli Rocha, Gabriel Boechat e Iogo Chirola se encontraram no Piauí para torcer pelo Brasil.

Os três têm assistido aos jogos de todas as seleções quanto podem.


Com o bar na lotação máxima, 500 pessoas se reuniram no Sudoeste para ver a estreia do Brasil. Assim que a Suíça empatou o jogo, o empresário Júlio Paiva, que tinha apostado num 4 x 0 antes do início da partida se contentava com um 2 x 1, que não veio.

O filho dele, Vitor Paiva, 8 anos, acompanha uma Copa do Mundo pela primeira vez e tem Neymar Jr. como jogador favorito.

O gerente de banco Marcus Vinicius Silva levou a filha de 8 meses para assistir ao primeiro jogo do Brasil em uma Copa do Mundo da vida da pequena, no Delta Bar, na 706/707 Norte.

Apesar do empate com a Suíça, Marcus aposta na vitória brasileira nos próximos jogos da fase de grupos: “3 x 1 contra a Sérvia e 4 x 0 na Costa Rica”, palpita.


Cecília Porto acredita que o Brasil será o segundo colocado do grupo e a Alemanha, também segundo, o que evitaria um confronto entre as duas equipes pelas oitavas de final. “Brasil e Suíça ganham os dois próximos jogos, mas Suíça vai em primeiro”, opina.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS