compartilhar

INSATISFAÇÃO: Unidade de tratamento contra HIV muda de endereço e preocupa pacientes

Antes, atendimento se concentrava no Posto de Saúde nº 11, na 905 Norte. Agora, passou para a Policlínica do Lago Sul

Pacientes de HIV e outras doenças infecciosas, como hepatite, sífilis e herpes, não serão mais atendidos no Posto de Saúde nº 11, na 905 Norte.

A partir de agora, devem procurar a Policlínica do Lago Sul.

A mudança não agradou pacientes e servidores.


Atendido no local desde 2014, um portador do vírus da Aids, que pediu para não ser identificado, não ficou nada satisfeito. “Todo meu atendimento era feito lá, desde consultas, receitas e medicamentos. Fui surpreendido ao chegar essa semana e ser informado da transferência”, reclama.

Ele também cita a dificuldade de deslocamento. “Dependo do transporte público, pois moro em Taguatinga. Sem dúvida, vai ficar ruim”.


O diretor do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Distrito Federal (Sindate-DF) Newton Batista, não concorda com a mudança. “Temos a informação de que 1,4 mil pacientes eram atendidos naquela unidade. A medida é totalmente descabida e, mais uma vez, o principal prejudicado é o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Estão fechando o serviço, removendo servidores e deixando o paciente sem assistência”, afirma.

O outro lado
Em nota, a Secretaria de Saúde do GDF informou que, por ser uma unidade de atenção secundária, a Policlínica do Lago Sul é o local mais indicado para prestar esse tipo de atendimento. “Com a mudança, será possível descentralizar o serviço, recebendo pessoas de várias localidades do Distrito Federal e até do Entorno”, destacou a pasta.

A secretaria garantiu que todos os profissionais do antigo posto serão transferidos para o novo local de trabalho, para que os pacientes não sejam prejudicados.

 

Com relação à distância, a pasta afirma que a maior parte dos moradores atendidos na 905 Norte não são moradores da Asa Norte. “Portanto, se deslocam de outras regiões para receber o atendimento”, pontuou a nota.

Por fim, a secretaria assinalou que a farmácia continua a funcionar, de forma provisória, na unidade da 905 Norte, até que seja feita a transferência completa para o Lago Sul. Os pacientes podem optar pelo atendimento no  Hospital Dia, na Asa Sul.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS