compartilhar

EX-DISTRITAL ATIVO: Sete anos após cassado, Benício provoca rombo de R$ 1 milhão na Câmara Distrital

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) autorizou nesta segunda-feira (16/7) o pagamento de R$ 1.046.480,63 ao Senado Federal.

A salgada conta é referente a despesas do ex-deputado distrital Benício Tavares (MDB), servidor concursado da Casa federal e fora do Legislativo distrital há sete anos, quando foi cassado.

O valor é resultado de pagamento de contribuição previdenciária, parte patronal, do período entre dezembro de 1998 a janeiro de 2012.

 

A decisão de a CLDF restituir o Senado Federal está publicada na edição desta segunda do Diário Oficial do DF (confira reprodução abaixo).

Reprodução / DODF

Conhecido como o deputado distrital com mais mandatos consecutivos, Benício Tavares (PMDB) perdeu o direito de ser parlamentar em 2011, no exercício da sexta legislatura.

 Distrital desde a criação da Câmara Legislativa, em 1991, ele está desde então impedido de disputar cargos públicos.


Isso ocorreu após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter considerado, por unanimidade, que o então distrital havia coagido eleitores e praticado abuso de poder econômico para a campanha de reeleição de 2010. A condenação foi de oito anos e ficará em vigor até 2019.

Acidente doméstico
Atualmente, Benício está afastado das funções no Legislativo federal. Cadeirante, o ex-presidente da Câmara Legislativa sofreu uma queda durante o banho e fraturou o fêmur.

Por estar de cama, o importante aliado do presidente do MDB, Tadeu Filippelli, passou a ajudar na formatação das chapas proporcionais para as eleições 2018 direto da própria casa.

Procurado pela coluna, o ex-distrital não havia sido localizado até a publicação desta notícia.(*Janela Indiscreta)

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS