compartilhar

DOCUMENTO DE 2018: Volume de devedores faz Detran mudar cronograma de fiscalização no "quadrilátero"

Apenas 30% dos veículos têm o CRLV de 2018 até o momento. Prazo para regularização varia conforme a placa.


A cobrança da documentação dos veículos do Distrito Federal será diferente neste ano.

A medida foi estabelecida em virtude do baixo índice de veículos com o documento de 2018. Até a semana passada haviam sido licenciados somente 554.756 veículos da frota de 1.746.820.

Ou seja, somente 31,7%.

O novo calendário de fiscalização do Detran segue o mesmo utilizado pelos agentes de fiscalização de trânsito e rodoviário de todo o território nacional para autuar e aplicar penalidades quando o veículo se encontrar fora da unidade da federação em que estiver registrado.

 

De acordo com o Departamento de Trânsito (Detran), fiscalização será escalonada, conforme o cronograma abaixo:

Quem virou o ano devendo

Cerca de 560 mil veículos do DF ainda têm dívidas do ano passado e, portanto, sequer obtiveram o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV)  de 2017.

Por enquanto, as blitzen do Detran só cobram o documento do ano passado. 

Dessa forma, de janeiro a junho deste ano,  foram autuados 13.218 veículos por não estarem devidamente licenciados.

Conduzir um veículo que não esteja devidamente licenciado rende multa, apreensão do veículo e perda de sete pontos na carteira.

Como obter o CRLV
O CRLV é um documento que todo proprietário de veículo automotivo deve possuir no Brasil.

Para obtê-lo, é necessário pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), a taxa de Licenciamento do Detran e as multas pendentes, se houver.

Para quitar os débitos, o brasiliense não precisa ir ao Detran.

A emissão dos boletos e o pagamento ou parcelamento dos débitos com cartão podem ser realizados diretamente no site da autarquia. O boleto do DPVAT também pode ser impresso por meio do site do Detran, na parte de veículos, no ícone “consultar débitos”.

Pendências
O motorista que quitar os débitos, mas não receber o documento do veículo em casa, deverá verificar no site do Detran, no campus “veículos”, se ainda existe alguma pendência. Caso algum débito seja constatado, o boleto poderá ser impresso por meio do próprio site do órgão.

Além disso, é necessário manter o endereço atualizado junto ao departamento.

“De cada dez documentos expedidos pelo órgão, quatro são devolvidos porque as pessoas se esquecem de atualizar o endereço quando mudam de domicílio”, informa o Detran em nota.

 

Fonte: *Via:JBr/Clipping

COMENTÁRIOS