Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: UnB é considerada a 16ª melhor universidade da América Latina

Em ranking da Times Higher Education (THE), a federal de Brasília subiu três posições. Resultados foram publicados nesta quarta-feira (18)

O ranking Times Higher Education (THE), provedor de dados universitários em todo o mundo que avalia quais são as melhores instituições de ensino da América Latina, foi divulgado nesta quarta-feira (18).
Este ano, a Universidade de Brasília (UnB) se classificou como a 16ª melhor.
O resultado pode ser comemorado pela instituição, pois são três posições acima do que ano passado, quando ocupava o 19° lugar.
Em 2016, a UnB não foi classificada.
No ranking das melhores universidades brasileiras, a UnB fica na 11ª posição. 
 
Imagem relacionada
Outra instituição brasilense classificada pelo THE é a Universidade Católica de Brasília (UCB). Esta é a primeira vez que a Católica aparece no ranking, ocupando o intervalo entre a 61ª e a 70ª posições (já que o levantamento não divulga a classificação específica a partir da 51ª posição). Entre as instituições de ensino brasileiras, a UCB conquistou a 27ª colocação.

A reitora da UnB, Márcia Abrahão, destaca que o resultado só foi possível devido aos investimentos em pesquisa. “Nós fizemos um esforço para cuidar dos dados orçamentários da instituição. Além dessa organização, temos uma excelente produção. Atribuímos esse desempenho ao histórico da qualidade de ensino, pesquisa e extensão, porque pesquisa se faz em longo prazo”, explica. 


Para entender a ascensão da UnB, segundo a reitora, é preciso olhar para 2008. “Há 10 anos, com o Reuni (Reestruturação e Expansão das Universidades Federais), expandimos e dobramos o número de professores. Hoje 90% dos nossos docentes são doutores”, diz. Além disso, foi criado um decanato de pesquisa e inovação, que fomenta as pesquisas da instituição. “Esse resultado é importante porque mostra que investimento traz retorno para a sociedade. Também mostra o protagonismo da UnB no Brasil e na América Latina, o que traz mais parcerias com outras universidades de alto nível”, afirma. 
 
Resultado de imagem para universidade catolica de brasilia
 

Grande esforço


Para o reitor da Universidade Católica de Brasília (UCB), Jardelino Menegat, a classificação da instituição de ensino que ele representa no ranking é um importante reconhecimento de um grande esforço. “Esse resultado nos orgulha muito”, diz. A fórmula para obter essa posição no ranking é o investimento em ensino, pesquisa, extensão, empreendedorismo e inovação. “Aumentamos a qualificação dos nossos professores. Hoje, a maioria deles são mestres e doutores. Todos os nossos cursos têm notas muito boas nas avaliações. Temos um grande foco na extensão. É um pé na universidade e outro no serviço à sociedade. Fazemos muito esforço para que os alunos sejam protagonistas. Tudo isso cria visibilidade”, explica. 

Universidades brasileiras são protagonistas 

O ensino superior brasileiro tem motivos para comemorar. Pelo segundo consecutivo, o Brasil domina a lista: seis das 10 primeiras posições são de universidades brasileiras. A melhor, pelo segundo ano consecutivo, é a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A Universidade de São Paulo (USP) ocupa o segundo lugar. 

O ranking abrange 10 países, avaliando 129 instituições. O Times Higher Education avalia universidades que são voltadas para pesquisa nos quesitos: ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectivas internacionais. Ao todo, são usados 13 indicadores de desempenho: professores (reputação, renda, proporção equipe-aluno, proporção de doutorado para bacharel, taxa de doutorados concedidos ao pessoal acadêmico); pesquisas (reputação, produtividade e renda de pesquisa); citações; perspectivas internacionais (proporção entre estudantes internacionais e nacionais, razão entre trabalhadores internacionais e domésticos e colaboração internacional); e transferência de conhecimentos para a indústria. 

As universidades brasileiras classificadas

Confira o comparativa entre a posição que cada instituição ocupava no ano passado e a que ocupa neste ano
 

Nome da instituição

Ranking da América Latina em 2018

Ranking da América Latina em 2017

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

1

1

Universidade de São Paulo (USP)

2

2

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

4

7

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

7

9

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

9

11

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

10

SC

Universidade do Estado de São Paulo (Unesp)

11

12

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

12

8

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

14

15

Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)

15

18

Universidade de Brasília (UnB)

16

19

Universidade Federal de Viçosa (UFV)

21

31–35

Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)

25

24

Universidade Federal da Bahia (UFBA)

30

SC

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

33

16

Universidade Federal do ABC (UFABC)

34

14

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

35

26–30

Universidade Federal do Paraná (UFPR)

36

51–60

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

41

41–45

Universidade Federal de Lavras (UFLA)

44

51–60

Universidade Federal Fluminense (UFF)

45

41–45

Universidade Federal de Pelotas (Ufpel)

47

51–60

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

48

51–60

Universidade Federal de Tecnologia do Paraná (UTFPR)

49

SC

Universidade Federal do Ceará (UFC)

51–60

36–40

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

51–60

SC

Universidade Católica de Brasília (UCB)

61–70

SC

Universidade Federal de Goiás (UFG)

61–70

51–60

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

61–70

51–60

Universidade Federal do Pará

71–80

SC

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

71–80

SC

Universidade do Vale do Rio dos Sinos

71–80

61–70

Universidade Estadual de Maringá

71–80

61–70

Universidade Federal de Itajubá

81–90

SC

Universidade Presbiteriana Mackenzie

81–90

61–70

Universidade Estadual de Ponta Grossa

91–100

61–70

Universidade Estadual do Ceará

101+

SC

Universidade Federal Rural do Semi-Árido

101

SC

Universidade Nove de Julho

101

71

Universidade Estadual da Bahia

101

71

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

101

SC

Universidade do Vale do Itajaí

101

71

Universidade Vila Velha

101

SC

SC = sem classificação

 
As melhores da América Latina
Confira o top 50 do ranking e o comparativo entre as posições que as universidades ocupavam em 2017 e as ocupadas em 2018

Nome da instituição

País / região

Ranking da América Latina em 2018

Ranking da América Latina em 2017

Universidade Estadual de Campinas

Brasil

1

1

Universidade de São Paulo

Brasil

2

2

Pontifícia Universidade Católica do Chile

Chile

3

3


Universidade Federal de São Paulo

Brasil

4

7

Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey

México

5

6

Universidade do Chile

Chile

6

4

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Brasil

7

9

Universidade dos Andes, Colômbia

Colômbia

8

5

Universidade Federal de Minas Gerais

Brasil

9

11

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Brasil

10

SC

Universidade do Estado de São Paulo

Brasil

11

12

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Brasil

12

8

Universidade Nacional Autônoma do México

México

13

10

Universidade Federal de Santa Catarina

Brasil

14

15

Universidade Federal de São Carlos

Brasil

15

18

Universidade de Brasília

Brasil

16

19

Universidade de Concepción

Chile

17

13

Pontifícia Universidade Católica do Peru

Peru

18

SC

Universidad Nacional de San Martin 

Argentina

19

SC

Universidade de Antioquia

Colômbia

20

17

Universidade Federal de Viçosa

Brasil

21

31–35

Universidade Nacional de Córdoba

Argentina

22

26–30

Universidade de Santiago, Chile

Chile

23

26–30

Universidade Técnica Federico Santa María

Chile

24

22

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Brasil

25

24

Universidade Autônoma Metropolitana

México

26

26–30

Pontifícia Universidade Católica do Valparaíso

Chile

27

=20

Universidade Austral de Chile

Chile

28

23

Pontifícia Universidade Xaveriana

Colômbia

29

25

Universidade Federal da Bahia

Brasil

30

SC

Universidade Nacional da Colômbia

Colômbia

31

=20

Universidade Nacional de La Plata

Argentina

32

SC

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Brasil

33

16

Universidade Federal do ABC

Brasil

34

14

Universidade Federal de Pernambuco

Brasil

35

26–30

Universidade Federal do Paraná

Brasil

36

51–60

Universidade das Índias Ocidentais

Jamaica

37

SC

Universidade Nacional de Cuyo

Argentina

38

SC

Universidade Simón Bolívar

Venezuela

39

26–30

Instituto Politécnico Nacional

México

40

36–40

Universidade Cayetano Heredia

Peru

=41

SC

Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Brasil

=41

41–45

Universidade Torcuato Di Tella

Argentina

43

SC

Universidade Federal de Lavras

Brasil

44

51–60

Universidade Federal Fluminense

Brasil

45

41–45

Universidade de Valparaíso

Chile

46

31–35

Universidade Federal de Pelotas

Brasil

47

51–60

Universidade Estadual de Londrina

Brasil

48

51–60

Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFFPR)

Brasil

49

SC

Universidade dos Andes, Chile

Chile

50

41–45

SC = sem classificação 

Os resultados completos podem ser acessados no site do Times Higher Education

 

Fonte: *Via CB/Clipping

COMENTÁRIOS