compartilhar

PRIMEIRO COMANDO: Suspeito de integrar PCC é condenado a 31 anos por homicídio em Brasília

Ele foi enquadrado com periculosidade do maior nível existente nos registros do Sistema Penitenciário do Distrito Federal

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Santa Maria obteve, na última quinta-feira (19), a condenação de Rômulo Silva Oliveira pelo homicídio de Raul Oliveira do Nascimento e por uma tentativa de homicídio.

A pena foi fixada em 31 anos e 10 meses de reclusão, em regime inicial fechado.

O crime ocorreu em 2010, mas o réu ficou foragido por seis anos.

Os jurados acolheram a qualificadora apresentada pelo Ministério Público.

Segundo a denúncia, o crime foi cometido por meio cruel, com a reiteração de golpes de faca.

Outros quatro envolvidos foram julgados e condenados em 2011.


Entenda o caso

Em 8 de maio de 2010, Raul compareceu a uma casa em Santa Maria acompanhado de uma mulher, quando um adolescente passou a paquerá-la. Houve uma discussão entre a vítima e o adolescente, que resolveu matá-lo.

 

O jovem saiu da casa com Rômulo e encontraram-se com outros quatro homens, que se armaram com facas e pedaços de madeira e metal, e retornaram à residência.

Todos pularam o muro da casa e, com a intenção de matar outras pessoas além de Raul, passaram a golpear outros presentes.

Durante as agressões, os acusados conseguiram conter Raul, que morreu por conta das lesões.

Rômulo já possuía condenação por roubos e tráficos de drogas. Há também informação de que o réu integra a organização criminosa com atuação em todo o país Primeiro Comando da Capital (PCC).

 

Ele foi enquadrado com periculosidade do maior nível existente nos registros do Sistema Penitenciário do Distrito Federal. Foi verificado, ainda, que a família da vítima estava sendo ameaçada para não colaborar com o processo.

 

Fonte: *Via:JBr/Clipping

COMENTÁRIOS