Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

"RESPEITO AO SEMIABERTO": Preso com o benefício e suspeito de assaltar desembargador voltou ao presídio para dormir

Bandido tem 18 passagens pela polícia e foi detido nesta 3a. Ele dormiu no Centro de Progressão Penitenciária para não levantar suspeitas, diz polícia.

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (24), um dos suspeitos de participar do assalto à casa do desembargadoraposentado do Tribunal de Justiça do DF Pedro Aurélio Rosa de Farias, de 72 anos.

O crime ocorreu por volta das 14h desta segunda-feira (23), no Lago Sul – área nobre de Brasília.


Os agentes da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) informaram que o homem detido cumpre pena no regime semiaberto.

Ele foi encontrado logo após sair do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) para trabalhar no salão de beleza da família, em Ceilândia.

Segundo um dos delegados responsáveis pela investigação, Ronney Matsui, o suspeito se chama Paulo Henrique de Almeida Costa, tem 42 anos e teria voltado ao CPP para dormir depois de participar do roubo e, assim, "não levantar suspeitas".

 

"Ele voltou para o CPP para mascarar e fortalecer o álibi dele. O fato é que o crime foi bastante violento."

 

Matsui disse, ainda, que o assaltante foi reconhecido pelas vítimas.

Até as 18h30, a Polícia Civil ainda procurava outros dois ou três suspeitos de envolvimento no crime.

De acordo com a polícia, o homem detido tem 18 passagens pela polícia – 14 delas por roubos diversos, inclusive a residências, e uma por tentativa de homicídio. Agora, ele passará para o regime fechado e deverá responder pelos crimes de roubo de veículo, associação criminosa e tentativa de latrocínio.


Detalhes adicionais sobre a prisão foram mantidos sob sigilo "para não atrapalhar as investigações".

Marcas de sangue na garagem de casa vítima de assalto no Lago Sul (Foto: Letícia Carvalho/G1)
Marcas de sangue na garagem de casa vítima de assalto no Lago Sul 

Desembargador rendido

 

O magistrado Pedro Aurélio Rosa de Farias foi rendido no momento em que chegava em casa, na QL 4 do Lago Sul, por volta das 13h30 de segunda-feira (23).

O assalto no Lago Sul terminou em tiroteio e duas pessoas ficaram feridas.

"Eu estava chegando em casa para almoçar. Quando abri o portão, meteram o revólver no vidro do carro e me deram uma coronhada no rosto. Me colocaram no banheiro. Consegui sair e pegar a minha arma. Então, dei um tiro na minha varanda, para o alto, para alertar a vizinhança", disse Pedro Aurélio Rosa ao G1.

 

"Desci e deram três tiros na minha direção. Atirei contra eles, eram três suspeitos. Eles saíram correndo, e roubaram o Mercedes do cliente de um escritório vizinho."

 

Desembargador Pedro Aurélio Rosa de Farias baleou assaltante e se feriu durante roubo no Lago Sul (Foto: Letícia Carvalho/G1)
Desembargador Pedro Aurélio Rosa de Farias baleou assaltante e se feriu durante roubo no Lago Sul 

Segundo o sargento da Polícia Militar, Domingos Leite, os três suspeitos dirigiam um Prisma branco.

Ele afirmou que o assaltante ferido foi o responsável por roubar o Mercedes. "Os outros dois homens envolvidos no crime conseguiram escapar com o Prisma", afirmou.

Os bandidos também levaram um relógio da mulher do desembargador. Um cofre chegou a ser retirado da casa e colocado no carro da família, mas o grupo não levou o veículo.

Polícia Militar encontra na 211 Sul carro roubado em assalto no Lago Sul (Foto: TV Globo/Reprodução)
Polícia Militar encontra na 211 Sul carro roubado em assalto no Lago Sul 

O Mercedes roubado foi encontrado abandonado, com marcas de sangue, no bloco K da quadra 211 Sul, no Plano Piloto, a cerca de 8 quilômetros do local do assalto.

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS