Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

TAGUÁ "FORMOLIZADA": Mulher fabrica cosméticos à base de formol em casa e é detida

Jovem falsificava até os selos da Anvisa. Ela pagou fiança de R$ 800 e foi solta

Durante Operação Ísis, a Polícia Civil prendeu uma mulher de 25 anos, nesta quinta (3), suspeita de vender cosméticos fabricados de forma ilegal.

 

A apreensão ocorreu na casa dela, em Taguatinga Norte, onde os produtos eram fabricados. Após pagar fiança de R$ 800, a jovem foi liberada. 


Segundo a delegada-chefe da Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (Dcpim), Mônica Ferreira, foram recolhidas matérias-primas e utensílios para a fabricação de cremes para escova progressiva. Também foram encontrados na residência galões de formol, três sacos com etiquetas e rótulos com autorização da Anvisa falsificados, diversos potes plásticos com cremes e vários recipientes vazios, que seriam utilizados para a venda. 

Ainda segundo Ferreira, as investigações começaram quando a Polícia Civil recebeu uma denúncia anônima pelo 197.

O denunciante indicava que a mulher fabricava e distribuía os produtos à base de formol - substância proibida para esse fim em todo o País. 


"O produto é perigoso tanto para os consumidores quanto para quem o aplica. Pode causar uma série de males à saúde, desde irritação de pele e queda de cabelo até doenças mais graves, como o câncer, que pode levar à morte", alertou. 


A polícia lembra que esse tipo de produto deve conter registro e autorização da Anvisa. "Ela falsificava os rótulos e as autorizações dos produtos com a própria assinatura", conclui Ferreira. 

 

Fonte: *JBr - Clipping

COMENTÁRIOS