Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

NOVOS ESTUDANTES: Abertas inscrições para novos alunos da rede pública de ensino da Grande Brasília

A Secretaria de Educação disponibilizou um link para os pais registrarem inscrições dos filhos. VEJA ABAIXO

A Secretaria de Educação (SEE) disponibilizou o link para o registro de inscrições de estudantes para o ingresso na rede pública de ensino.

O serviço estará disponível a partir desta terça-feira (18/9).

Pais e mães de estudantes que já estudam nas escolas da Grande Brasília não precisam realizar a inscrição, pois, para os alunos já matriculados, o procedimento será divulgado em outubro, por cada unidade.

Para concluir a inscrição, os responsáveis precisam informar apenas o nome completo do estudante, CPF, data de nascimento e o nome da mãe.


O interessado também precisa informar o CEP do endereço de residência ou do trabalho de um dos pais, de acordo com o que considerarem mais conveniente.

As crianças e adolescentes serão direcionadas a escolas próximas ao endereço informado, mas não haverá direito de escolha da instituição.

A diretora de Organização do Sistema de Ensino e Oferta Educacional da SEE, Raphaela Cantarino, esclarece que o ato de inscrição não garante a matrícula.

“São dois momentos diferentes. Estamos lançando, a partir da 0h de terça, a inscrição para quem não estudou nas escolas públicas do GDF em 2018. A efetivação irá ocorrer de forma presencial, após a divulgação do resultado, em 20 de dezembro”, explica.

Alunos já matriculados têm garantido o direito de passar para a série seguinte na mesma escola. Em casos nos quais o estudante conclui um ciclo de ensino e precisa mudar de escola, prevalece o critério do CEP.

Portanto, quem concluiu o ensino fundamental será remetido ao Centro de Ensino Médio mais próximo.

A diretora da Secretaria de Educação aconselha que, mesmo não tendo sido contemplado com a escola onde deseja que o filho estude, os pais devem efetivar a matrícula, no início do ano, na unidade selecionada. “A partir da matrícula, o estudante passa a fazer parte da rede. Então, a recomendação matricular e solicitar a transferência, condicionada à disponibilidade de vagas”, explica.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS