Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

INMet EMITE ALERTA DE CALOR: Entenda por que a primavera faz as temperaturas subirem na Grande Brasília

Estação coincide com a transição entre a seca e o período chuvoso na capital. Temperatura pode chegar aos 35 ºC nesta sexta.

A primavera que começou no último sábado (22) devolveu, nos últimos dias, as altas temperaturas para o Distrito Federal.

Mesmo com o fim do período de estiagem na região, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMet) emitiu um aviso de "perigo potencial", nesta terça-feira (25), provocado pela baixa umidade e o calor de 33 ºC.

Resultado de imagem para PRIMAVERA EM BRASILIA

De acordo com o meterorologista Hamilton Carvalho, o fenômeno é comum para esta época do ano – "já que a primavera simboliza a transição entre o inverno e o verão", explica.

"Não temos mais uma sequência de vários dias sem chuva. No Centro-Oeste, é uma fase de vento e temperaturas altas."

O motivo, explica, é a associação entre o calor e a "umidade irregular", que não permite que a precipitação seja mais intensa neste período. Como resultado, os termômetros registram temperaturas cada vez maiores.

"A chuva acontece de forma gradual e com menos intervalo, mas aos pouquinhos".

Volta da chuvaResultado de imagem para PRIMAVERA EM BRASILIA

 

No Distrito Federal, segundo o INMet, a chuva deve voltar a cair somente neste fim de semana. Até lá, a previsão é de temperaturas em torno dos 30 ºC, com recorde de calor na sexta-feira (28), quando os termômetros podem marcar 35 ºC.

Em setembro, a média histórica de chuva é de 46,6 milímetros. Até esta terça (25), O Inmet tinha contabilizado 38,6 mm, valor considerado "bem próximo do esperado". Para o meteorologista, "a previsão é de que os dias de chuva aumentem em novembro e dezembro".

 

Alerta amarelo

 

Nesta terça (25), a umidade mais baixa registrada foi de 21% e o Inmet emitiu "alerta amarelo". O aviso é valido para as horas mais quentes do dia, entre 12h e 18h.

Devido ao perigo potencial, o INMet dá três instruções principais:

 

  • Beber bastante líquido;
  • Evitar desgaste físico nas horas mais secas;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia.

 

A baixa da umidade é considerada preocupante pela Organização Mundial de Saúde (OMS) pelos efeitos que provoca – desidratação, mal-estar, dificuldade de respiração e secamento de mucosas. Segundo o órgão, o nível ideal para o organismo humano gira entre 40% e 70%.

 

 

 

 

 

Fonte: *Via G1/Clipping

COMENTÁRIOS