Image and video hosting by TinyPic

 

Image and video hosting by TinyPic

 

compartilhar

2o. TURNO PRO GDF: Candidatos ao governo distrital reforçam promessas voltadas para a mobilidade urbana

Rollemberg falou em benefícios a motoristas de aplicativos de transporte, como o Uber, e Ibaneis disse que fará obras viárias

Nos dias que antecedem as eleições para definir quem vai comandar o Distrito Federal pelos próximos quatro anos, os dois candidatos no segundo turno reforçaram, nesta terça-feira (16/10), promessas para tentar convencer setores da população sobre qual deles tem a melhor proposta.

Durante encontro com representantes de aplicativos de mobilidade, o candidato à reeleição ao Palácio do Buriti, Rodrigo Rollemberg (PSB), comprometeu-se a avaliar a adoção de medidas para beneficiar a categoria.

 

Entre as propostas, estão a diminuição do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e descontos na compra de automóveis. Outro pedido a ser analisado é a liberação da faixa exclusiva para uso dos prestadores de serviço.

“Seria somente para aqueles que tivessem como atividade exclusiva o transporte de passageiro, e definiríamos um tempo mínimo de atuação na área para obter o benefício”, ressalvou Rollemberg.


O governador ainda falou em melhorar a mobilidade nas vias. Rodrigo Rollemberg disse que vai construir mais estações de metrô, criar a Zona Azul nos estacionamentos do centro de Brasília e finalizar as obras que estão em andamento para melhor o tráfego da Saída Norte, além de iniciar outras, previstas para a Saída Sul.

Na mesma esteira de melhorar o transporte público, o candidato Ibaneis Rocha (MDB) prometeu, durante agenda no Riacho Fundo II, investir na infraestrutura viária. “Vamos construir um viaduto na entrada da cidade para desafogar o trânsito”, pontuou.


Outra proposta é a regularização dos terrenos e a abertura de vagas em creches na região. “Vamos negociar com os estabelecimentos religiosos para dar celeridade ao processo. Além de acolher as crianças para que os pais possam trabalhar tranquilos, serão oferecidos cursos de capacitação profissional”, emendou.

Troca de farpasResultado de imagem para rollemberg x ibaneis
Em tom crítico, o atual governador aproveitou a agenda pública para mirar a artilharia contra o adversário emedebista. Durante sabatina da Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio-DF) realizada na manhã dessa terça (16/10), Rollemberg afirmou que o concorrente está “se enforcando com as próprias palavras” devido ao número de promessas. “O que vai acontecer, se esse candidato ganhar a eleição, é o caos nesta cidade, porque, matematicamente, é impossível cumprir o que ele diz.”


Em resposta, Ibaneis Rocha disse que a população está frustrada com o atual governo. “Sou uma pessoa responsável, trabalho com técnicos. O governador deveria pensar na vida dele. Quem tem as mãos sujas é ele e seu grupo”, rebateu Ibaneis, que cancelou a ida à sabatina.

Ainda em resposta ao socialista, o candidato do MDB explicou que as alianças recentes estão sendo feitas porque os partidos não desejam a continuidade do “péssimo governo” do atual gestor. Por outro lado, o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB-DF) negou que haja troca de favores, como cargos em um possível governo, com os novos aliados.


O candidato recebeu apoio de PSD, PSDB, Podemos, Patriota, DC, PMB, PHS, PRB, PPS e PRP. As legendas se uniram aos coligados de primeira hora do MDB: PP, Avante, PSL e PPL.

“A grande divisão de correntes políticas fez com que a gente chegasse ao fundo do poço. Essa história de vermelho e azul fez muito mal ao DF. É preciso união, e acho que, por eu não ter os vícios do passado, tenho todas condições de fazer essa política para salvar nossa cidade”, afirmou Ibaneis.

 

Fonte: *Via Metropole/Clipping

COMENTÁRIOS