A partir de amanhã, a Petrobras vai vender para as distribuidoras com o reajuste de R$ 0,20 no preço do litro.

A alta da gasolina de R$ 0,20 centavos equivale a 7,15% na refinaria


Com o reajuste da gasolina anunciado pela Petrobrás, válido a partir desta terça-feira (9/7), o preço do combustível no Distrito Federal pode, e vai, aumentar.

Segundo Paulo Tavares, presidente do Sindicato de Postos de Combustíveis do DF, a partir de amanhã as distribuidoras vão comprar da Petrobras o combustível com o reajuste de R$ 0,20 no preço do litro.

"Nos últimos 20 dias, já ocorreram reajustes quase que diariamente, que já se somam cinco centavos, devido a elevação do etanol anidro no mercado brasileiro, nas usinas. Somando então, há o acúmulo a partir de amanhã de aproximadamente 20 centavos. É preciso frisar que posto de combustível compra gasolina das distribuidoras e não da Petrobras. Precisamos aguardar se as distribuidoras vão repassar no total de 15, ou mais ou menos", afirmou Paulo.

Andréa Ângelo, estrategista de Inflação da Warren Investimentos, estima que a alta da gasolina de R$ 0,20 centavos equivale a 7,15% na refinaria. Com isso, o aumento na bomba será em torno de 2,50%, segundo os cálculos da Warren, com impacto total no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)  de 0,13 ponto percentual, no ano, e de 0,09 ponto percentual em julho. O reajuste no GLP para R$ 34,70 o botijão de 13kg, terá efeito de 0,5 ponto percentual no IPCA de agosto.(*Fonte:ClippingCorreio)